Gestão Haddad começa construção de Hospital em Parelheiros

Compartilhar

A Prefeitura de São Paulo iniciou neste sábado (28) a construção do Hospital Municipal de Parelheiros, zona sul da cidade. O equipamento irá beneficiar mais de 200 mil pessoas, atendendo uma demanda aguardada por mais de 20 anos pela população local, que atualmente conta com apenas 0,7 leitos públicos por mil habitantes. Na unidade, serão oferecidos 255 novos leitos, maternidade, pronto-socorro, Hospital Dia, Hospital Escola e Centro de Apoio e Diagnóstico, gerando aproximadamente 2 mil vagas de empregos.

O prefeito Fernando Haddad participou do ato para o início das obras e destacou a importância do equipamento para a região. “A construção deste hospital vai impactar outros bairros vizinhos, que hoje têm hospitais sobrecarregados por falta de um hospital aqui. Então isso vai ter um impacto no Campo Limpo, no hospital do M’ Boi [Mirim], no hospital que nós vamos inaugurar no Jabaquara, que é o Hospital Vila Santa Catarina”, afirmou o prefeito.

Definida como meta 22 do Programa de Metas do Município, o Hospital de Parelheiros soma-se aos hospitais Santa Marina (zona Sul), Vila Matilde (zona Leste) e Brasilândia (zona Norte) no plano de expansão do número de leitos públicos na cidade.

O hospital será construído com recursos da Caixa Econômica Federal (CEF), por meio do PAC Mananciais do governo federal, com custo de R$ 145,6 milhões. O financiamento junto ao governo federal foi obtido dentro de um programa de reurbanização da região, que inclui além do hospital a construção de novos equipamentos públicos, como escolas, creches e postos de saúde.

“Vai ser um hospital para 255 leitos, uma obra de 31 mil metros quadrados, um Hospital Escola 100% SUS e que vai atender não só a população de Parelheiros, mas também de Capela do Socorro e toda a população de toda a grande região sul de São Paulo”, disse o secretário municipal de Saúde, José de Filippi.

O evento contou com a presença de secretários municipais, subprefeitos, vereadores, deputados estaduais, representantes do governo federal, de movimentos populares e religiosos.


Equipamento
Localizado em um terreno de 120 mil metros quadrados entre as ruas Euzébio Goghi e Cacual, o hospital contará com 31 metros quadrados de área construída, oferecendo 41 leitos para obstetrícia, dez salas de cirurgia, 30 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, infantil e adulto, além de leitos psiquiátricos. Nele, a população poderá realizar exames de mamografia, endoscopia, raio-x, tomografia, ultrassom e ressonância.

Também serão oferecidos atendimentos especializados nas áreas de clínica médica, pediatria, ginecologia, neonatologia, cirurgia geral, ortopedia, anestesia, radiologia, entre outros.


Sustentabilidade
Uma premissa do projeto do novo hospital é a preocupação com o meio ambiente. Por este motivo, o equipamento contará com um sistema de automação predial, que possibilita a monitoração e o controle dos vários subsistemas visando uso racional da energia, água e climatização. O prédio contará com acessibilidade universal e terá ainda estacionamento, bicicletário, brinquedoteca e um heliponto.


Inauguração do Borboletário de Parelheiros
Antes do anúncio para o início das obras, o prefeito Fernando Haddad, acompanhado pela vice-prefeita e coordenadora do Comitê Integrado de Subprefeituras (CIS), Nádia Campeão, participou da inauguração do primeiro borboletário da cidade, o Águias da Serra. 

Construído pelo ambientalista e proprietário do local, Miguel Naghirniac Neto, o borboletário abriga e exibe cerca de 2 mil borboletas de 27 espécies. O local pode ser visitado por crianças e adultos, que recebem orientações sobre o ciclo de vida e características do inseto. Clique aqui e saiba como visitar.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais