Haddad entrega segundo ecoponto de Santana, zona norte

Compartilhar

 

A região de Santana, zona norte recebeu no último sábado (21) um novo ecoponto, instalado na avenida Zachi Nachi. No equipamento, a população poderá depositar por mês até 250 toneladas de resíduos, como entulho, móveis velhos e madeira. O prefeito Fernando Haddad vistoriou nesta sexta-feira (20) o local, que passa pelos últimos ajustes antes da abertura à população.


O ecoponto foi equipado com quatro caçambas de entulho de capacidade para 8 toneladas cada uma e quatro contêineres de recicláveis, para plástico, vidro, madeira e papel, com capacidade para uma tonelada cada um.


“A região de Santana não tinha nenhum ecoponto e agora vamos abrir o segundo na região. Este equipamento é importante por está ao lado de um grande conjunto habitacional. Além disso, muitas pessoas depositam lixo no córrego Carandiru, aqui do lado. Vamos fazer um trabalho de conscientização”, disse o secretário Simão Pedro (Serviços). O primeiro ecoponto da região foi instalado na rua Eduardo Vicente Nasser, no distrito do Mandaqui.


Com o ecoponto de Santana, a cidade passa a contar com 80 equipamentos de entrega voluntária de resíduos. Nesta terça-feira (17), foi inaugurado um novo equipamento no Jabaquara, zona sul.


O ecopontos funcionam todos os dias, de segunda-feira a sábado, das 6h às 22h, e aos domingos e feriados, das 6h às 18h. A população pode descartar resíduos da construção civil, como pisos, azulejos, cimento, terra, telhas de cerâmica e sem amianto, e grandes objetos, como móveis e restos de poda de árvores. Outro serviço é a coleta de recicláveis como papel, papelão, plásticos, vidros e metais, que são enviados para centrais de triagem.


Como utilizar o ecoponto?

Os ecopontos são locais de entrega voluntária de pequenos volumes de resíduos onde o munícipe pode depositar gratuitamente até um metro cúbico  por dia, quantidade equivalente a uma caixa d’água de mil litros ou a 25% de uma caçamba de entulho.


As unidades não recebem orgânicos, materiais industriais (graxa e tinta, por exemplo), telhas de amianto, lâmpadas fluorescentes, resíduos hospitalares e eletroeletrônicos.


Endereços de todas as unidades e mais orientações estão disponíveis na página da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana.  Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone 0800-7777156.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais