Gestão Haddad instala máquinas em unidades de saúde para agilizar tratamento contra dengue

Compartilhar

A partir da próxima segunda-feira (6), quatro equipamentos de saúde da zona norte da capital receberão máquinas para o exame rápido de sangue. A ação, chamada de Point of Care, tem como objetivo agilizar o diagnóstico e o encaminhamento de pacientes que apresentam baixa concentração do número de plaquetas no sangue, um dos principais sintomas da dengue hemorrágica.


"Desde outubro nós estamos trabalhando. Um caso de dengue para nós é grave. Então é óbvio que nós estamos em um momento delicado. Mas comparativamente ao Estado e às cidades do interior, eu penso que nós estamos conseguindo conter a chegada da epidemia na cidade. Isso nos satisfaz? Não, mas nós estamos trabalhando intensivamente para impedir que os nossos indicadores cresçam como vêm crescendo no interior", disse o prefeito Fernando Haddad na manhã desta quinta-feira (2), durante visita à região de Vila Prudente, na zona leste.


De acordo com o balanço apresentado pela Secretaria Municipal de Saúde na semana passada, no período de 4 de janeiro a 14 de março, 15.789 casos foram notificados e 4.436 foram confirmados autóctones (contraídos no município). Cerca de 47,5% dos casos estão concentrados na zona norte de São Paulo.


Com as novas máquinas, a identificação da queda do número de plaquetas é realizada em apenas 5 minutos, com uma única gota de sangue do paciente. Apesar de não possibilitar a confirmação da dengue em si, se constatada, a informação já é o suficiente para o encaminhamento do paciente para o tratamento intensivo, que tem início imediato, sem a necessidade de espera pelo resultado do exame específico para o diagnóstico da doença - algo que leva, em média, cinco dias.

 

Tenda de auxílio no combate à dengue

Além dos quatro pontos, cuja localização será divulgada em breve pela Secretaria Municipal de Saúde, uma outra máquina para a realização de exames de sangue será instalada em uma tenda montada junto à UBS Jardim Vista Alegre, onde também será oferecido atendimento à população com suspeita de dengue a partir de segunda-feira (6). 


A adoção de tendas para o auxílio no combate à dengue já estava prevista no Plano de Contingência, elaborado no ano passado, e é recomendado e aprovado pelo Ministério da Saúde.


Localizada na Brasilândia, bairro também da zona norte, o equipamento contará com três clínicos, um pediatra, quatro enfermeiros e cinco técnicos de enfermagem e funcionará de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h. O atendimento será executado em parceria com o Hospital Albert Einstein.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais