Delegado assume como novo secretário municipal de Segurança Urbana

Compartilhar
Delegado da Polícia Civil desde 1989, com trabalhos em quase 30 distritos policiais da capital paulista e do interior do Estado, Ítalo Miranda Junior foi empossado na tarde desta quinta-feira (2), em cerimônia na sede da Prefeitura, como novo secretário municipal de Segurança Urbana da cidade de São Paulo. A pasta é responsável pela gestão de ações da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e das juntas militares da cidade.

Formado em Direito e professor da Academia da Polícia Civil, ele substitui o interino da pasta, Carlos Roberto Barreto, que ocupa o cargo desde janeiro deste ano, quando o antigo titular, Roberto Porto, se tornou controlador geral do município. O novo secretário foi ainda investigador da Polícia Civil na década de 1970, antes de se tornar delegado.

Para o prefeito Fernando Haddad, a escolha de um delegado da Polícia Civil para o cargo de secretário municipal ampliará ainda mais a integração com a Secretaria Estadual da Segurança Pública. O secretário estadual, Alexandre de Moraes, e o delegado geral da Polícia Civil do Estado de São Paulo, Youssef Abou Chahin, participaram da posse no novo secretário.

“Tendo um policial civil a frente da Secretaria da Segurança Urbana, a interação com as corporações do Estado vai enriquecer o trabalho da Guarda Civil, da Operação Delegada e da Delegadinha. Vamos buscar mais integração no âmbito da segurança pública com o Governo do Estado”, afirmou Haddad.

“Pretendemos realizar ações conjuntas por toda a capital de São Paulo. Após 38 anos de serviços na honrosa Polícia Civil, me especializei em polícia territorial, que é a de contato direto com a comunidade”, disse o novo secretário.

Um dos principais desafios do novo secretário estará na continuação do apoio ao programa “De Braços Abertos”, que oferece desde janeiro do ano passado, renda, emprego, moradia, capacitação e atendimento de saúde a dependentes químicos da Luz, na região conhecida como Cracolândia.

“O Poder Público deve ocupar a região para garantir a saúde e a tranquilidade dos que vivem lá. Hoje, a região é chamada de Cracolândia, ou seja, terra do crack. Errado. Aquela região é a terra de Piratininga, nossa amada São Paulo, que é a cidade que acolhe a todos, inclusive e principalmente, os que mais necessitam da administração pública. São acolhidos de braços abertos”, afirmou Miranda Junior.

Um novo projeto, Funk-SP, em parceria com o Governo do Estado, ainda dará apoio de segurança para organizar “fluxos” e “pancadões” na cidade, fazendo com que os eventos tenham autorização prévia, aconteçam somente entre às 10 e 22 horas, em locais que não haja concentração de residência e não atrapalhem o trânsito.

“A maioria dos bailes da periferia é diversão e existe um pequeno contingente que não é. São bailes organizados por pessoas que não tem compromisso com a cidade. Pactuamos uma forma de abordar essas comunidades dando suporte para aqueles que legitimamente querem ter seu lazer de maneira organizada, como os blocos de rua e vamos isolar a minoria que não quer diálogo”, disse o prefeito Haddad.

O interino da Pasta, Carlos Roberto Barreto, atuará como controlador adjunto do município. “O prefeito interveio pessoalmente para conseguir os meios regulares para a Guarda Civil atuar na manutenção do espaço público e a resposta foi imediata, como se pode constatar passando por lugares que antes eram intransitáveis. Tudo isso sem violência ou confronto, respeitando os direitos humanos dos milhares de desvalidos que habitam nossas ruas”, disse Barreto.

Participaram da posse os secretários Gabriel Chalita (Educação), Chico Macena (Governo), Toninho Pinto (Promoção da Igualdade Racial), Marianne Pinotti (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida), Roberto Porto (Controladoria Geral do Município), Luciana Temer (Desenvolvimento e Assistência Social), Eduardo Suplicy (Direitos Humanos e Cidadania), Nabil Bounduki (Cultura), Celso Jatene (Esportes), José Floriano (Habitação) e Alexandre Padilha (Relações Governamentais). A vice prefeira, Nádia Campeão, também participou da posse do novo secretário.
 
Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais