Nota de esclarecimento - De Braços Abertos

Compartilhar

A Prefeitura de São Paulo lamenta profundamente a falta de apuração jornalística e senso crítico do texto “Braços Abertos começa a ruir”, publicado no jornal “O Diário de S.Paulo” (pg. 2-3, 23/04/2015).

A fonte primária do texto são “donos de hotéis” que estão em disputa com a administração municipal e que ao longo dos últimos meses têm tentando pautar diversos veículos para pressionar por pagamentos adicionais que não são devidos, pelos termos do contrato que assinaram. Na qualidade de ex-fornecedores indiretos do programa Braços Abertos, com interesses financeiros declarados em jogo, não têm a qualificação, informação ou isenção para opinar sobre a realidade dos prontuários médicos e sociais dos beneficiários ou fazer uma avaliação global do programa. Causa estranheza que um veículo de imprensa requente e abrace a tese tendenciosa dessas fontes para declarar o suposto fracasso do programa municipal, sem apresentar dados ou informações concretas, checadas.



Apesar de omitidas pelo Diário de S.Paulo, a Prefeitura reitera informações que são de conhecimento público e já foram amplamente divulgadas na imprensa:

1. Alguns hotéis tinham condições insalubres e inadequadas para os beneficiários e, por conta disso, foram reiteradamente advertidos para cumprir suas obrigações contratuais. Diante do impasse, alguns hotéis decidiram sair do programa, e a notificação foi imediatamente aceita pela Prefeitura, que passou a buscar novas locações mais adequadas para o programa.


2. A Prefeitura está em diálogo com o novo secretário estadual de Segurança Pública para lidar com as barracas da praça em frente à estação Julio Prestes, que são usadas por traficantes para se ocultar das câmeras de monitoramento. Ao contrário do que leva a crer o jornal, a situação da praça não é equivalente nem ilustra o programa municipal, que foca no resgate de dependentes químicos em situação de fragilidade social por meio da oferta de moradia, trabalho e atendimento de saúde e assistência;

3. O balanço de um ano do programa De Braços Abertos foi divulgado em janeiro, está disponível no portal, e apresenta de forma fidedigna os resultados técnicos já alcançados, reconhecidos por diversos técnicos e acadêmicos.

Fonte: Prefeitura de São Paulo - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais