Gestão Haddad destina mais R$ 60 milhões para agilizar criação de vagas em creches

Compartilhar

 

O prefeito Fernando Haddad afirmou em entrevista na tarde desta quarta-feira (20) que a Prefeitura remanejou R$ 61 milhões de recursos de obras para agilizar a assinatura de convênios com entidades para a criação de novas vagas em creches. Os recursos são do próprio tesouro municipal e se somam a 33 Centros de Educação Infantil (CEI) que estão em obras e outros 11 que terão a construção iniciada ainda em 2015, além de outros 12 com pendência apenas do terreno para início.

Desde janeiro de 2013, a Prefeitura já concluiu as obras de 31 CEIs, que somadas aos convênios firmados com a rede indireta, resultaram na criação de 46 mil novas vagas para crianças. Além disso, 26 Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI) já foram entregues, 11 estão em obras e duas serão iniciadas neste ano, além de 12 Escolas Municipais de Educação Fundamental (EMEF) já concluídas e outras duas em obras.

“Estamos remanejando recursos de construção para convênios, justamente, em função da fila, porque quando você faz um convênio, amplia as vagas em lugares que já estão construídos ou que podem ser expandidos e então, agiliza o atendimento”, afirmou o prefeito.

De acordo com Haddad, um dos obstáculos para o andamento das obras em creches tem sido a desapropriação de terrenos para a construção de novas unidades, por conta da escassez de recursos. Por exemplo, dos 142 equipamentos em andamento no planejamento atual, 16 estão com pendências com terreno, a maioria são CEIs. Um dos fatores foi o corte de cerca de R$ 1 bilhão em arrecadação, com a suspensão liminar da aplicação da lei que atualizava a Planta Genérica de Valores (PGV). Somente um ano depois da aprovação pelos vereadores e da sanção da lei, que incide no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), o Tribunal de Justiça derrubou a liminar pedida pelo PSDB e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) que proibia sua aplicação.

“Levamos um ano para reverter a situação de São Paulo, que era liminar, mas isso trouxe um prejuízo enorme para a cidade de São Paulo de R$ 1 bilhão. Isso prejudica os investimentos”, disse Haddad.

Na próxima sexta-feira (22), o prefeito também se reunirá com o governador Geraldo Alckmin para acertar a destinação de recursos do estado para o município para a construção de creches, firmado em 2013, com valor superior a R$ 40 milhões.

“Tenho um encontro com o governador pedindo que ele libere esses recursos que foram anunciados no ano passado. Você há de lembrar que houve até um decreto do governador se comprometendo com R$ 40 milhões. Essa semana, temos um despacho para tratar de vários assuntos, mas esse também em particular”, afirmou o prefeito.

O Programa de Metas 2013-2016 prevê a construção de 243 CEIs. De acordo com a Secretaria Municipal da Educação, deverão ser criadas cerca de 100 mil vagas na rede municipal até o fim de 2016. Entre os projetos para a ampliação da oferta está o “Meu Lugar”, lançado em março deste ano, em que parceiros privados podem ajudar o município com terrenos e com a construção de unidades.

“Tem uma pequena imprecisão. Na campanha, falou-se em 172 equipamentos e não 243. Pode resgatar esse compromisso. No primeiro trimestre de 2013, nós conseguimos ampliar a meta para 243. Então, foi depois da eleição que nós pretendíamos ampliar para 243”, disse Haddad.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais