É Junho Vermelho em São Paulo. Doe sangue

Compartilhar

Foi lançada no dia (1/6), na Sala São Paulo, a campanha Junho Vermelho, parte da iniciativa “Eu Dou Sangue pelo Brasil”. O objetivo da ação é conscientizar os cidadãos sobre a importância da doação de sangue como hábito constante. Em 14 de junho será comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue. São Paulo é o estado com o melhor índice de doações em todo o país, correspondendo a 25% do total.

Como forma de chamar a atenção sobre a campanha, a Prefeitura de São Paulo, por meio do Departamento de Iluminação Pública (Ilume), manterá iluminado em vermelho, durante todo o mês de junho, os seguintes monumentos: Viaduto do Chá, Biblioteca Mário de Andrade, Monumento às Bandeiras, Estátua Borba Gato e Ponte das Bandeiras.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a recomendação é que, no mínimo, 5% da população seja doadora. No Brasil essa porcentagem não chega aos 2%. Em 2014, foram coletadas cerca de 3,6 milhões de bolsas de sangue, quantidade responsável por 3.127.957 transfusões ambulatoriais e hospitalares.

O clima frio reduz o número de doadores e o número cai ainda mais. De acordo com Diana Berezin, uma das idealizadoras do movimento “Eu Dou Sangue pelo Brasil”, a queda de temperatura, o aumento das infecções respiratórias e outras enfermidades fazem com que as doações diminuam, em média, 30%. “Além disso, com o período de férias há um aumento no número de acidentes nas estradas, o que pressiona ainda mais os estoques dos hemocentros”, disse Diana.

Estoques

Quando ocorre a campanha, os hemocentros observam pequenas altas em seus estoques. No entanto, segunda a idealizadora do movimento Debi Aronis, o fluxo de doações não se mantém. “As bolsas de sangue coletadas são divididas em três partes: hemácias, plasma e plaquetas e cada hemo-componente tem um prazo de validade diferente. De uma forma geral, a oferta é sempre inferior à demanda”, afirmou Debi. O movimento também estará nas redes sociais, com ações no Twitter, Instagram e Facebook. Para fazer parte, o interessado deve postar usando a hashtag #EuDouSangue.

Segundo Afonso Cortez, diretor de postos de coleta e agências transfusionais da Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan)   , para atender a demanda dos hospitais municipais de São Paulo é necessário coletar 10.000 bolsas de sangue ao mês. “A Colsan coleta cerca de 150.000 bolsas de sangue por ano, o que corresponde a 15% da coleta do Estado de São Paulo e a 4% de coletas do Brasil”, disse Cortez.

Os períodos de dificuldade para recrutamento de doadores são os que compreendem as férias de julho, dezembro e janeiro. Segundo Cortez, o tipo de maior escassez no sistema é o O Rh negativo, por ser muito utilizado em emergências, já que esse tipo de doador é universal.

Outros monumentos que serão iluminados em São Paulo:

• Câmara dos Vereadores
• Sala São Paulo
• Sede da Secretaria de Desenvolvimento Social
• Sede da Secretaria de Saúde
• Fonte do Parque do Ibirapuera
• Instituto do Câncer - ICESP
• Memorial da América Latina
• FIESP
• Assembleia Legislativa do Estado de SP

Fonte: Prefeitura de SP

Serviço:

Banco de Sangue

Atendimento: segunda a sábado
Horário: das  8h00 às 13h00 (exceto feriados)
Telefone: 3277-5303

Para doar sangue você deve:

  • portar documento oficial de identidade com foto,
  • ter idade ente 18 e 65 anos,
  • pesar acima de 50 kg,
  • estar em boas condições de saúde,
  • estar alimentado, porém evitar refeições pesadas (gordurosas).

Homens podem doar a cada dois meses, até no máximo quatro vezes ao ano e mulheres a cada três meses, até no máximo três vezes ao ano.

Orientações:
Para doar sangue você não pode: ter risco acrescido para doenças transmissíveis pelo sangue (ser usuário de drogas injetáveis  e inalatórias),  praticar sexo não seguro, com vários parceiros, ou ser parceiro sexual de portadores de HIV ou Hepatite).

Responsável pela coleta de sangue no HSPM -  Colsan(Associação Beneficente de Coleta de Sangue)

 

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais