Gestão Haddad com "Prefeitura no Bairro" intensifica zeladoria em 100 ruas do Capão Redondo, na zona sul

Compartilhar

 

O programa Prefeitura no Bairro chegou nesta segunda-feira (22) ao Capão Redondo, zona sul da Capital, com ações intensificadas de zeladoria em 100 ruas e postos móveis de atendimento de órgãos municipais instalados na rua Árvore da Vida. A vice-prefeita Nádia Campeão abriu os trabalhos desta semana, que deverão beneficiar 8 mil famílias.


“Nós vamos fazer no bairro limpeza de bueiros, varrição, poda de árvores no entorno. Vai ter trabalho de limpeza, de zeladoria, de iluminação pública, da CET [Companhia de Engenharia de Tráfego] e tem também atendimento nas tendas aqui. Vamos aproveitar para trazer as demandas da comunidade”, afirmou Nádia Campeão, que também coordena o Comitê Integrado de Subprefeituras (CIS).


A ação será realizada nas áreas do Jardim Comercial, Cohab Adventista, Jardim São Bento, Parque Independência e no bairro Feitiço da Vila. “Escolhemos uma região de alta vulnerabilidade, onde os serviços são necessários. Vamos ficar aqui para atender as reivindicações e solicitações da população”, disse o subprefeito Antonio Ganem (Campo Limpo). Estão previstos serviços como Operação Cata-Bagulho, mutirão da limpeza, manutenção de vias públicas, mutirão nas escolas municipais e CET no seu Bairro, além de atividades de cultura, esporte e lazer, distribuição de mudas e plantio de árvores.


Até 27 de junho, também será intensificado o diálogo com lideranças da região. “Tem muito a ser feito na região e muito a ser melhorado, mas estamos avançando. Contamos com toda a população para nos ajudar trazendo demandas, reclamações, para melhorar nosso trabalho de sugerir, fiscalizar e cobrar da Prefeitura”, convidou Sheila Rosa Silva, coordenadora do Conselho Participativo da região. Entre os avanços no bairro, a conselheira apontou a criação de duas creches e duas escolas de educação infantil, regularização fundiária para 1096 famílias e a instalação de um centro de referência para mulheres.


“Nós teremos um novo serviço na região, um Centro de Referência da Mulher. É um serviço com assistente social, psicóloga, advogada, para atender mulheres em situação de violência. Teremos também uma pedagoga para um trabalho de capacitação profissional, para estimular a auto-organização das mulheres”, explicou a secretária Denise Motta Dau (Políticas para Mulheres).


Uma das novidades desta 12ª edição é a que a população do bairro poderá conhecer o novo modelo de ônibus que irá circular pelos corredores da Capital. O veículo, na cor prata, é biarticulado e oferece ar condicionado, internet gratuita por wifi e tomadas para carregar celulares.


O Prefeitura no Bairro também disponibiliza postos de atendimento de assistência social e de educação. Um dos destaques é o posto móvel do Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT), que realiza encaminhamentos para vagas de emprego, emissão de carteira profissional e orientação para formalização de pequenos empreendedores. Em sua base móvel, a Guarda Civil Metropolitana realiza campanha de desarmamento e mediação de conflitos.


O evento de abertura contou com uma apresentação de teatro sobre prevenção da dengue, realizada pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde, e com shows de dança de grupos de idosos e jovens da região. Também acompanhou a cerimônia o secretário José Tadeu Candelária (Verde e Meio Ambiente).

 

Edições anteriores

A última edição do Prefeitura no Bairro aconteceu na Vila Medeiros, zona norte. Edições anteriores do programa foram realizadas em Pedreira, zona sul, na Parada de Taipas, zona norte, no Conjunto José Bonifácio, em Itaquera, zona leste; no Jardim Ângela, em M’Boi Mirim, zona sul; no Jardim Elisa Maria, Brasilândia, zona norte; no Iguatemi, em São Mateus, zona leste; no distrito Raposo Tavares, no Butantã, zona oeste; no Jardim das Oliveiras e Jardim Miliunas, no Itaim Paulista, zona leste; no Parque São Miguel, no Grajaú, zona sul; e na Vila Brasilina, no Ipiranga, zona sul. O critério para a escolha dos bairros é baseado em indicadores de vulnerabilidade e demanda por serviços públicos.

 

Agenda

Veja o calendário para as próximas ações:

- 29 de junho: subprefeitura Guaianases

- 13 de julho: subprefeitura de Sapopemba

- 20 de julho: subprefeitura de Jaçanã/Tremembé

- 27 de julho: subprefeitura de Casa Verde

- 03 de agosto: subprefeitura da Lapa

- 10 de agosto: subprefeitura de Ermelino Matarazzo

- 17 de agosto: subprefeitura de Perus

 Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais