Haddad lança cursos e programas para aprimoramento de educadores

Compartilhar

 

O prefeito Fernando Haddad lançou na noite desta terça-feira (30), no Theatro Municipal, o curso de pós-graduação em temas de educação em Direitos Humanos para Educadores e o curso de mestrado profissional em Gestão Educacional. A ação, que tem como objetivo promover a formação e a valorização dos educadores da Rede Municipal de Ensino, é uma parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e com a Universidade Federal do ABC (UFABC).

“Esta é uma parceria da sexta maior metrópole do mundo com duas das maiores universidades brasileiras que têm renome internacional. É isso que vai somar esforços para transformar a educação. A educação precisa da universidade, e nós não podemos simplesmente formar professores que vão deixar de estudar porque já estão formados”, afirmou Haddad.

Os lançamentos marcam também o início dos programas “Mestre Educador” e “Doutor Educador”, que têm o intuito de propiciar aos docentes e gestores educacionais da Rede Municipal de Ensino a continuidade de estudos, visando o aprimoramento profissional.

Durante o evento, o secretário municipal de Educação, Gabriel Chalita, destacou a importância da capacitação para os profissionais que lidam diretamente com crianças em situação de risco e vulnerabilidade social.

“Esses cursos eu tenho a absoluta certeza que serão de grande valia para a nossa rede, pois eles irão se multiplicando pelas famílias dos nossos alunos, dos nossos professores e assim por diante”, disse Chalita.


Pós-graduação em Direitos Humanos
O programa gratuito de pós-graduação em Direitos Humanos é uma parceria entre as secretarias municipais de Educação (SME) e Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), em uma articulação com o Ministério da Educação (MEC).

“Eu quero saudar esta iniciativa por termos em São Paulo um curso voltado para o respeito aos Direitos Humanos, que estão tão bem substanciados nos 30 artigos da Declaração Universal da Pessoa Humana, de 1948”, disse o secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Eduardo Suplicy.

Os cursos, voltados para educadores da Rede Municipal de Ensino, são oferecidos por meio da Universidade Aberta do Brasil (UAB), com as aulas acontecendo em 15 Centros Educacionais Unificados (CEUs) que integram a Rede das Universidades nos Centros Educacionais Unificados - UniCEU.

Inicialmente, foram oferecidas 2.450 vagas (que estão integralmente preenchidas). Desse total, 1.450 educadores iniciaram recentemente as atividades da primeira etapa, em parceria com a Unifesp. Os outros 1.000 educadores começam as aulas nos próximos dias, dessa vez em parceria com a UFABC.

Os cursos abordarão temas como: Educação de Jovens e Adultos na Diversidade e Inclusão Social; Educação Infantil, Infâncias e Arte; Educação em Direitos Humanos; Gênero e Diversidade na Escola; Gestão do Desenvolvimento Inclusivo na Escola; Política de Promoção da Igualdade; e Política Linguística para Educação Escolar Indígena.


Mestrado Profissional em Gestão Educacional
Com 1.008 vagas, o Mestrado Profissional em Gestão Educacional ocorrerá em 24 meses, com carga horária de 700 horas, distribuídas em 6 módulos a serem cumpridos em 4 semestres.

Serão organizadas 28 turmas com 36 alunos em cada uma delas. Os locais dos encontros serão nos polos da Universidade Aberta do Brasil, localizados nos CEUs, com 4 horas/aula semanais com atividades presenciais.

De acordo com Chalita, o curso será lançado no site da Secretaria Municipal de Educação para que, nas próximas semanas, as pessoas possam sugerir alterações e inclusões, aperfeiçoando a grade que será montada.

“As políticas públicas só dão certo quando elas nascem democraticamente, e por isso nós fizemos questão de construir um currículo, mas colocar à disposição de vocês. Esse é um curso para gestores”, afirmou o secretário.


Programas Mestre e Doutor Educador
O programa “Mestre e Doutor Educador” tem a finalidade de propiciar aos docentes e gestores educacionais da Rede Municipal de Ensino a continuidade de estudos em cursos de pós-graduação stricto sensu, com a oferta de auxílio financeiro pelo período de 24 meses (Mestrado) e 48 meses (Doutorado), ambos prorrogáveis pelo prazo máximo de 6 meses.

Destinado exclusivamente aos profissionais titulares de cargos efetivos da carreira do Magistério Municipal, os participantes deverão cursar pós-graduação, na disciplina do cargo que exerce, ou pós-graduação em Educação, com relação à sua área de atuação.

Os participantes poderão escolher a instituição para cursar ou, caso optem por cursar universidades públicas, o valor da bolsa poderá ser destinado para a compra dos materiais de estudo. O auxílio financeiro referente à bolsa do programa é de R$ 1.500,00 mensais para Mestrado e de R$ R$ 1.700,00 mensais para Doutorado.

Os bolsistas deverão comprovar semestralmente a adimplência das obrigações por ele assumidas junto à instituição de ensino, como a quitação das mensalidades, quando for o caso, a frequência mínima exigida e o aproveitamento. Caberá à Secretaria Municipal de Ensino o acompanhamento e avaliação do programa, podendo contar com a colaboração de instituições especializadas.

Também participaram do lançamento o reitor da Universidade Federal do ABC (UFABC), Klaus Capelle, e a reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Soraya Soubhi Smaili. O secretário municipal de Promoção da Igualdade Racial, Mauricio Pestana, também esteve presente na cerimônia.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais