Plenária “modo petista de governar” destaca ações da gestão Haddad para enfrentar o conservadorismo

Compartilhar

 

 

A Plenária “O modo petista de governar a cidade de São Paulo: enfrentar o conservadorismo e fortalecer os canais de participação e transparência”, destacou ações inovadoras da gestão Haddad sobre o tema. O evento aconteceu nesta terça-feira (07/07), no Sindicato dos Engenheiros, na região central.

O Secretário de Cultura Nabil Bonduki ressaltou que a gestão Haddad tem combatido o conservadorismo além das questões de direitos humanos, “O prefeito também tem enfrentado o conservadorismo na questão da mobilidade, meio ambiente, educação entre outros temas”, afirmou o secretário.

Segundo Bonduki o conservadorismo político e comportamental pode ser fatal. “Temos que recuperar o diálogo com a nossa base histórica, que está na periferia da cidade com estratégia para podemos avançar”, disse ele e complementou: “o PT tem um projeto de inclusão social, democracia e tolerância, que dialogam com as políticas inovadoras que estão sendo implementadas, mas geram grande repercussão do conservadorismo”, disse ele.

Sobre as ações da Secretaria de Cultura, o secretário falou sobre o aumento no investimento do programa Vai (Valorização de Iniciativas Culturais) e a implantação de 85 novos pontos de cultura na cidade, que prevê a ampliação para as regiões periféricas da cidade.

A secretária de Políticas para as Mulheres Denise Motta Dau falou sobre uma série de ações e conquistas para as mulheres da gestão Haddad, como a conquista da paridade no Conselho da Cidade, que estabelece que 50% dos representantes sejam mulheres.

A presidente da Apeoesp - Bebel, Maria Izabel Noronha, ressaltou que a grande tarefa da militância será defender o Partido dos Trabalhadores e enfrentar isso de cabeça erguida e sem medo. “Nós temos que ver, se nós petistas, não estamos nos encolhendo diante dessa onda conservadora, temos que recriar a forma de mobilização e militância de 1989”, afirmou ela.

Segundo Bebel precisamos trabalhar melhor a nossa comunicação, realizamos muito, mas divulgamos pouco. “O PT houve muito bem a população e os movimentos, um exemplo disso é o Conselho da Cidade”, disse ela que complementou: “precisamos saber qual a característica dessa onda conservadora que está querendo tomar conta, pesquisa realizada mostra que os jovens majoritariamente são a favor da gestão Haddad. A juventude não gosta de conservadorismo”, falou Maria Izabel.

Outra questão ressaltada pela presidente da Apeoesp foi a forma como a grande imprensa tem passado as informações de forma deturpada, como no caso da greve dos professores. Ela também falou sobre a grande diferença do tratamento da gestão Haddad referente à greve dos professores com o Alckmin, que descontou os dias parados dos professores sem considerar a reposição das aulas e sem fazer negociação com a categoria.

Mais de 150 pessoas compareceram na plenária que também contou com a participação do secretário do Trabalho e Empreendedorismo Artur Henrique. Além dos secretários Alexandre Padilha, Nabil Bonduki e da secretária Denise Motta Dau e da presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) Maria Izabel, também compuseram a mesa a membra do setorial das Mulheres, Patrícia Rodrigues, a representante do setorial LGBT, Iara Matos, os membros da executiva do DMPT-SP, Maria Rocha e Luís Roque.

A plenária é a segunda do ciclo de debates presidida pelo secretário de Relações Governamentais, Alexandre Padilha com os secretários da gestão Haddad e representantes dos movimentos sociais. A próxima está prevista para o dia 04 de agosto também no Sindicato dos Engenheiros.

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais