Haddad lança Edital “Agente de Governo Aberto” para compartilhar cultura participativa e transparente por toda cidade

Compartilhar

A cada dia, a transparência e a gestão participativa têm ganhado mais importância para as instituições democráticas. Para incentivar essa realidade no município de São Paulo, a Prefeitura estimula ações integradas de transparência e participação por meio da São Paulo Aberta, a iniciativa de governo aberto de São Paulo. No entanto, para que esse processo ganhe força e envolva cada vez mais gestores e cidadãos, é fundamental investir em formação e capacitação nessas áreas.

Para contribuir neste sentido, a Prefeitura formatou um edital que selecionará propostas de agentes formadores na cultura de governo aberto que vão capacitar um público estimado de 25 mil pessoas. Essa iniciativa é desenvolvida pela Controladoria Geral do Município e das secretariais municipais de Cultura, Relações Internacionais e Relações Governamentais, com apoio do Comitê Intersecretarial de Governo Aberto da Cidade de São PauloCIGA-SP.

Confira o vídeo de Divulgação do Edital:

LINKS IMPORTANTES

Quer entender como faz para cadastrar? Baixe as Orientações para elaboração da proposta de atividades

Já sabe como se cadastrar? Acesse o cadastro do edital “Agente de Governo Aberto” no SPCultura

Baixe aqui a ÍNTEGRA do Edital

CALENDÁRIO DE OFICINAS
Se você não tem experiência e prefere um help ao vivo, a equipe do Edital vai percorrer todas as regiões para explicar como faz.
Se liga no calendário de Oficinas Territoriais.

INSCRIÇÕES:

As inscrições estarão abertas de 08 de julho de 2015 à 07de agosto de 2015 e serão realizadas por meio da plataforma SPCultura.

Para iniciar o processo, o proponente deve se inscrever como AGENTE na Plataforma.

No vídeo abaixo, disponibilizamos um tutorial com todos os passos de realização da inscrição:


Categorias

São categorias temáticas do Edital:

Categoria 1 - Transparência e Dados Abertos: atividades relacionadas à temática de transparência passiva que tem como foco a apresentação, uso e difusão de técnicas de pedido de acesso à informação; atividades introdutórias, intermediárias e avançadas para tratamento e análise de dados públicos municipais, inclusive para apresentação de diferentes formas de visualização de dados (tabelas dinâmicas, infográficos, entre outros).

Categoria 2 - Gestão participativa e Mapeamento colaborativo: atividades voltadas à realização e difusão de mapeamentos colaborativos; atividades introdutórias, intermediárias e avançadas de técnicas de georreferenciamento; metodologias e ações para a gestão de projetos participativos; apresentação de técnicas e metodologias para promoção da participação e colaboração no âmbito das políticas públicas.

Categoria 3 - Tecnologia Aberta e Colaborativa: atividades introdutórias, intermediárias e avançadas nas áreas de programação de computadores e desenvolvimento de games; desenvolvimento de programas e aplicativos para computadores e celulares; atividades práticas de uso e desenvolvimento de hardwares e softwares livres e abertos voltados aos temas das cidades e das políticas públicas.

Categoria 4 - Comunicação em Rede: atividades para a produção, edição e finalização de arquivos em multimídia, a partir do uso de software livre, voltados para as redes sociais; técnicas de produção criativa; apresentação, criação e difusão de ferramentas de conhecimento colaborativo disponíveis nas redes.  
PRINCIPAIS DÚVIDAS

Quais são as atribuições do agente formador? O objetivo do agente formador é criar condições para o desenvolvimento de uma cultura de participação, transparência e inovação tecnológica. Para isso, cada bolsista receberá R$ 1 mil por mês para promover 10 horas mensais de formação que visem difundir as temáticas de governo aberto, além de produzir e disponibilizar materiais relacionados, participar de todos os processos de acompanhamento, formação e discussão do programa com a Prefeitura e elaborar relatórios trimestrais das ações realizadas. O agente formador desenvolverá suas atividades em equipamentos públicos municipais.  

Número de bolsas Serão oferecidas 48 bolsas, divididas em duas etapas com duração de seis meses cada. As bolsas serão distribuídas igualmente entre quatro categorias temáticas: Transparência; Mapeamento Colaborativo e Gestão ParticipativaTecnologia Aberta e Colaborativa e Comunicação em rede.  

Quem pode inscrever? Os proponentes deverão ser maiores de 18 anos, residentes em São Paulo e com experiência na área temática.  Para se inscreverem, os interessados deverão apresentar propostas relacionadas aos temas citados com o objetivo de realizar atividades formativas para o público geral, gestores públicos, conselheiros municipais e movimentos sociais nas diversas regiões da cidade de São Paulo.

Quais documentos necessários para inscrições? Todos os documentos estão listados no Edital. O proponente deve anexar sua proposta de atividades, currículo completo, comprovante de residência, portfólio que comprove a atuação na temática escolhida e os termos de aceite ao Edital.

Quais serão os critérios de seleção? Os critérios para selecionar projetos avaliam tecnicamente as propostas e o proponente, além do critério de vulnerabilidade social para aqueles que comprovarem residência em território vulnerável na Cidade de São Paulo.

Quando e onde será publicado o resultado final? A lista de selecionados será publicada no Diário Oficial, na página da São Paulo Aberta e da Spcultura em até 30 dias após o encerramento das inscrições.   Quaisquer dúvidas ou informações adicionais podem ser solicitadas no Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. com assunto “Edital de Governo Aberto”.

Posso me cadastrar em mais de uma categoria? Sim. O edital permite que o agente cadastre UMA proposta em cada categoria. Porém cada agente só será selecionado para UMA proposta.

Posso cadastrar mais de uma proposta em uma mesma categoria? Não. O edital não permite.

Sou estagiário no setor público, posso me inscrever?  Existe vedação somente aos estagiários vinculados diretamente aos órgãos participantes do edital (Secretaria Municipal de Cultura, Secretaria Municipal de Relações Internacionais e Federativas, Secretaria de Relações Governamentais, e Controladoria Geral do Município), pois isto caracteriza conflito de interesse dentro dos princípios da moralidade na administração pública.Para outros órgãos da prefeitura ou outros setores da administração pública não existe esse conflito, e  portanto, os estagiários podem sim se inscrever.

Preciso anexar o Comprovante de residência para me inscrever? Para inscrição, de acordo com o Edital, basta uma declaração de residência. Caso o proponente seja selecionado, será necessário apresentar na contratação o comprovante de residência + indicação do grau de parentesco do proponente com o titular do comprovante + declaração de que reside neste endereço.

Saiba mais sobre a iniciativa de governo aberto

O que é cultura de governo aberto?

Na área de transparência está a difusão de técnicas de transparência ativa e passiva, sobretudo do pedido de acesso à informação, tratamento e análise de dados públicos municipais e suas formas de visualização (tabelas dinâmicas, infográficos etc); Em Mapeamento colaborativo e gestão participativa, o estímulo ao mapeamento colaborativo e outras técnicas de georreferenciamento dos territórios, agentes e equipamentos públicos e o fomento às ferramentas, metodologias e técnicas de gestão participativa e colaborativa; Tecnologia aberta e colaborativa compreende a criação de aplicações e ferramentas voltados à promoção da cidadania, uso e desenvolvimento de hardwares e softwares livres e abertos; Já comunicação em rede, o incentivo às técnicas de produção de materiais criativos para as redes sociais e difusão de ferramentas de conhecimento colaborativo que tenham como propósitos promover a cidadania e difundir as políticas públicas.

print governo aberto 1

print governo aberto 2

Fonte: São Paulo Aberta - Prefeitura de SP

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais