Prefeito Haddad presenteia o Papa com disco dos Racionais

Compartilhar

 

O disco dos Racionais MC’s foi o presente escolhido pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), para dar ao Papa Francisco. O petista esteve nesta semana no Vaticano para participar de seminário sobre comprometimento dos municípios com a escravidão moderna e mudanças climáticas.

A ideia do presente foi repassada por um grupo de jovens da periferia ao coordenador de Políticas para Juventude da Prefeitura, Cláudio Aparecido da Silva. O álbum aborda questões relacionadas à desigualdade social, racismo, entre outras.

Haddad teve audiência com o Papa Francisco nesta terça-feira (21), mas não conseguiu entregar o disco. O secretário de Relações Internacionais da Prefeitura, Vicente Travas, que segue em seminário em Roma, deve deixar o LP, autografado pelos integrantes do grupo, aos cuidados do Papa por meio do chanceler do Sacro Colégio.

A capa do disco “Sobrevivendo no Inferno” tem uma cruz e o Salmo 23, capítulo 3: “Refrigere minha Alma e guia-me pelo caminho da Justiça”. Faixas do álbum como “Genesis” e “Capítulo 4, Versículo 3″, compostas por Mano Brown, têm trechos bíblicos.

O Racionais MC’s surgiu no final dos anos 80 com “um discurso que tinha a preocupação de denunciar o racismo e o sistema capitalista opressor que patrocinava a miséria que estava automaticamente ligada com a violência e o crime”, segundo o site oficial do grupo.

Carta de prefeitos brasileiros – Haddad, juntamente com chefes de administrações municipais vinculados à Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), entregou uma carta ao Papa em que diz que as prefeituras também devem colaborar para reverter a crise climática global e cita metas estabelecidas para desatrelar o desenvolvimento das cidades do aumento de emissões de gases de efeito estufa.

O texto menciona que as mudanças climáticas pioram a qualidade de vida, especialmente da população mais carente, e que, para superar a vulnerabilidade dos mais pobres, adota políticas públicas de inclusão social.

Os prefeitos ainda pedem que a Organização das Nações Unidas (ONU) reconheça a importância dos governos locais na sustentabilidade do mundo e desenvolvimento humano.

Fonte: Agência PT de Notícias, com informações do portal “G1″

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais