Haddad firma acordo para conter violência contra jovens negros

Compartilhar

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) assinou, nesta quarta-feira (29), um termo de cooperação com o Ministério Público Estadual (MPE) para prevenir a violência contra a juventude negra da periferia.

Segundo o prefeito, a parceria vai reforçar ações que a prefeitura desenvolve a partir do programa Juventude Viva, uma iniciativa do governo federal que tem adesão da capital paulista.

O Mapa da Violência mostra que, em 2012, foram assassinadas 56.337 pessoas no país, das quais 30.072 tinham entre 15 a 29 anos. Destes, 77% eram negros, o que representa 23.160 jovens.

Com os recursos transferidos pelo programa, a prefeitura desenvolve ações a partir de diversas secretarias. Entre elas, atendimento psicossocial a vítimas de violência, oferta de opções de lazer e cultura, internet wi-fi gratuita e promoção de campanhas contra racismo e preconceito.

Para Haddad, o acordo prevê intercâmbio de informações que vão permitir à administração municipal ter um diagnóstico mais preciso dos problemas a serem enfrentados.

O prefeito acredita que isso “vai melhorar o fluxo de informações para que possamos atuar nos territórios de maior vulnerabilidade”, já que o Ministério Público tem um conjunto de informações que pode direcionar melhor essa atuação.

Para a jornalista Gabriela Valim, que atua como articuladora do Juventude Viva em Itaquera, zona leste paulistana, além das parcerias institucionais é preciso reforçar a participação da população nas ações do Poder Público.

“O governo e a sociedade precisam conversar para que a gente tenha uma política acertada, que de fato dialogue com a nossa realidade nas pontas da cidade”, destacou.

O coordenador de Políticas para a Juventude, da prefeitura, Cláudio Aparecido da Silva, disse que as ações buscam não só levar opções de lazer diretamente aos jovens, mas também fomentar iniciativas da sociedade.

Segundo ele, a política do Juventude Viva é preventiva e tenta estabelecer nova trajetória para os jovens, oferecendo mais espaços públicos e a possibilidade de frequentar atividades artísticas e culturais.

Fonte: Agência PT de Notícias, com informações da Agência Brasil

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais