Paulista ganhará dois mirantes com espaços para gastronomia, cultura e bicicletário

Compartilhar

 

Após receber 2,7 quilômetros de ciclovias em seu canteiro central em junho, a avenida Paulista terá novos espaços de convivência a partir do próximo dia 23. Junto com a inauguração de mais um trecho de via exclusiva para ciclistas, que ligará a avenida à rua Vergueiro, passando pela Bernardino de Campos, a Paulista ganhará também dois mirantes.

Além de opções de gastronomia, os locais terão eventos culturais e equipamentos para ciclistas. O mirante do Pacaembu, localizado na praça dos Arcos (praça Marechal Cordeiro de Farias), contará com um bicicletário e espaço gastronômico. Já o mirante da Nove de Julho, que tem vista para avenida com o mesmo nome, contará com um restaurante e um café. Os dois locais estavam degradados e estão sendo requalificados em concessão com a iniciativa privada.

“Tínhamos alguns mirantes que estavam abandonados. Fizemos uma concessão para a exploração desses espaços para a área de cultura, gastronomia e apoio ao ciclista com a instalação de bicicletários. Isso vai dar uma cara nova para a região da cidade cada vez mais demandada pelo cidadão”, afirmou o prefeito Fernando Haddad, durante a assinatura da cessão de um terreno em Itaquera, na zona leste, para construção de um complexo cultural.

No mesmo dia das inaugurações, em 23 de agosto, a Paulista deverá ser aberta pela segunda vez para pedestres, ciclistas e skatistas e fechada para o tráfego de automóveis. Assim como aconteceu em 28 de junho, a expectativa é de grande público ao longo do dia.

Dois dias após a inauguração, o Conselho da Cidade aprovou uma moção de apoio à abertura da avenida Paulista, aos domingos, e do Elevado Costa e Silva (Minhocão), a partir das tardes de sábado, para pedestres e ciclistas. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vem estudando alternativas para viabilizar a abertura da Paulista aos domingos.

“A demanda por lazer aos domingos é cada vez maior na cidade, e não podemos só abrir os parques. Temos que fazer as pessoas se apropriarem do espaço público também. Então o que é comum hoje no mundo - isso vale para Paris, vale para Nova York - é abrir as vias para que os pedestres, os cidadãos possam usufruir da cidade”, disse Haddad.

Desde o dia 11, o Minhocão é aberto exclusivamente aos pedestres e ciclistas a partir das 15 horas de sábado. A reabertura ao trânsito de automóveis ocorre às 6h30 das segundas-feiras. Anteriormente, o fechamento acontecia aos sábados a partir das 21h30. A medida foi adotada após estudos da CET, realizados nos dias 20 de junho e 4 de julho, apontarem que o trânsito na região transcorreu dentro da normalidade, com a absorção dos veículos em outras vias, e que o transporte coletivo não foi afetado.


Ciclovia
As ciclovias da Paulista e da Bernardino de Campos, que têm orçamento de R$ 12,2 milhões, possuem quatro quilômetros de extensão no total. Além das vias exclusivas para ciclistas, as obras contemplam ainda intervenções como melhorias na acessibilidade, recapeamento das faixas de tráfego, implantação de infraestrutura de rede de transmissão de dados, modernização e melhoria na sinalização horizontal, vertical e semafórica.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais