Cerca de 40% dos ciclistas em SP pedalam há menos de um ano

Compartilhar

 

Levantamento da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade), realizada em parceria com a ONG Transporte Ativo, aponta que 40% dos ciclistas da capital paulista começaram a pedalar há menos de um ano. Além disso, a pesquisa também mostra que outros 19% começaram a utilizar bicicletas como meio de locomoção há menos de seis meses.

O levantamento mostra dados importantes e revela que a gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) tem impactado nos costumes da população. Ao todo, 59% dos entrevistados declararam que começaram a andar de bicicleta após o incentivo da prefeitura. A prefeitura de São Paulo instalou, desde o início da gestão, 477,6km de infraestrutura cicloviária na cidade, desses 260km são apenas de ciclovias.

Para realizar a pesquisa, foram entrevistadas 1,8 mil pessoas. O levantamento também apontou que mais de 70% dos que pedalam fazem uso da bicicleta por pelo menos cinco vezes na semana. Este é o perfil do trabalhador. A pesquisa mostrou que 80% dos entrevistados preferem fazer seu caminho todo com uma bicicleta mesmo que isso represente pedalar mais do que 10km.

Além disso, cerca de 62% afirmaram pedalar mais de cinco quilômetros no principal deslocamento feito por bicicleta no dia e 50% dos entrevistados sugeriram a implantação de mais vias exclusivas para ciclistas na cidade.

Com relação à renda, cerca de 40% dos ciclistas da capital paulista disseram ganhar entre zero e dois salários-mínimos, e 40% dos ciclistas têm entre 25 e 34 anos. Ciclistas entre 35 a 44 anos compõem a segunda faixa etária mais presente, com cerca de 27%.

A vereadora de São Paulo Juliana Cardoso (PT) acredita que essa nova política do prefeito Fernando Haddad de acrescentar ciclofaixas na cidade de São Paulo é uma importante meta do governo e uma discussão muito avançada mundialmente.

“As cidades que conseguiram trabalhar um pouco essa questão da mobilidade só ganharam. Com certeza essa é uma iniciativa importante para poder aumentar o número de pessoas que estão usando e melhorar a mobilidade da cidade”, afirma a vereadora.

Segundo ela, é muito claro que o aumento de 59% dos que começaram a pedalar há um ano foram influenciados pela infraestrutura oferecida pela cidade. “Existe um público muito grande que já usa com frequência a malha cicloviária e, por influência e melhor infraestrutura, o número de adesão tem sido muito grande”, comenta.

Os entrevistados eram pessoas que estavam pedalando e foram abordadas em todas as regiões da cidade, em vias que tem ciclovias ou ciclofaixas e em ruas ainda sem infraestrutura, mas usadas com frequência por ciclistas.

Fonte: Danielle Cambraia, da Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais