Em São Paulo, Jovem SUS amplia o atendimento em unidades de saúde

Compartilhar

A prefeitura de São Paulo apresentou hoje (29), no Palácio das Convenções do Anhembi, o Projeto Jovem SUS para os bolsistas aprovados no processo de seleção. Oitocentos jovens vão exercer atividades profissionais e educativas em 200 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade a partir de quinta-feira (1º). O projeto é executado pelas secretarias da Saúde e do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo e da Coordenação de Políticas para Juventude.

“A ação começa com uma escala considerável. Em nosso entendimento, se a gente começar a trabalhar com essa questão do acolhimento, melhora muito a percepção do usuário SUS em relação ao serviço”, disse o prefeito Fernando Haddad, destacando a importância da atuação dos jovens nas unidades de saúde. “Às vezes, pequenos ruídos do posto de saúde ou da Assistência Médica Ambulatorial (AMA) poderiam ser solucionados se houvesse um profissional com esse olhar. Olhar da humanização da abordagem”, disse.

Além da bolsa oferecida, Haddad afirmou que a prefeitura está estudando possibilidades de ampliação nos benefícios. “Vamos verificar a possibilidade de oferecer para vocês, além da bolsa-auxílio, gratuitamente o Bilhete Único Mensal”, disse.

O secretário de Saúde, Alexandre Padilha, ressaltou a importância de uma cultura mais saudável que passa pelos jovens que ingressam no projeto. “Vocês vão ser jovens da saúde e não jovens da doença. Porque muitas vezes quando a gente olha e pensa no atendimento de saúde, a gente pensa em primeiro lugar na doença do que na saúde”, disse. “O jeito de viver, o jeito de se cuidar, o jeito de se alimentar das pessoas pode fazer com que São Paulo seja uma cidade cada vez mais saudável”, afirmou.

"Cada pessoa que passa pelo nosso atendimento nos passa um pouco de sua vida. Não tem coisa melhor do que escutar as pessoas”, disse Juliana Gomes, de 22 anos, aprovada no programa. A jovem vai atuar na UBS São Francisco 2, em São Mateus, na zona leste da capital.

O secretário de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, destacou o grande número de jovens interessados. "O programa é um exemplo formidável de oportunidade”, disse. Foram 9.890 inscritos na disputa das 800 vagas oferecidas.

“Essa é uma ação que mostra a importância da integração e da articulação entre as várias secretarias envolvidas no objetivo de construir políticas públicas para melhorar cada vez mais o atendimento de saúde na cidade de São Paulo e ao mesmo tempo garantir oportunidades para os jovens”, disse o secretário do Trabalho e Empreendedorismo, Artur Henrique.

 

Fonte: Rede Brasil Atual

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais