Saúde em Movimento vistoria três novos equipamentos em construção na Leste

Compartilhar

 

Com caminhada pela saúde e pela paz, em Cidade Tiradentes, extremo leste de São Paulo, o secretário municipal de Saúde Alexandre Padilha realizou mais uma ação Saúde em Movimento na no último sábado (26).

Antes das 9h, ele participou da 2ª Caminhada pela Saúde, acompanhado por José de Filippi Jr, o subprefeito de Cidade Tiradentes, Miguel Reis Afonso, a coordenadora Regional de Saúde Leste, Claudia Afonso, a supervisora de Saúde, Marta Pozzani, gestores, trabalhadores e usuários da saúde, que seguiram pela avenida dos metalúrgicos até a praça Maria da Graça dos Reis, onde ocorreu o encerramento da ação integrada Prefeitura no Bairro.

UBS Nascer do Sol

Na sequência, o gestor esteve no terreno na rua Nascer do Sol, onde está sendo iniciada a construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) Integral Nascer do Sol. A obra, uma antiga reivindicação da área com forte adensamento populacional, deverá beneficiar cerca de 28 mil pessoas que residem nos conjuntos habitacionais da região, melhorar a acessibilidade e reduzir a demanda na UBS Cidade Tiradentes. Com atendimento de segunda a sábado, o serviço prevê dez consultórios médicos, de enfermagem e odontológico, além de salas de vacina, inalação, curativo, escovódromo, sala para agentes comunitários de saúde, espaço para atividades educativas em grupo, ouvidoria e área administrativa.

UPA Cidade Tiradentes

Ainda na Cidade Tiradentes, o secretário de Saúde vistoriou o canteiro de obras da futura Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h, em fase avançada de construção na rua Cachoeira Morena esquina com a rua Igarapé da Diana. O serviço, que está projetado em dois pavimentos, contará com equipe multiprofissional e estrutura simplificada de pediatria, clínica médica, laboratórios de exames clínicos, radiografia, eletrocardiografia e leitos de observação. Com previsão de 12 meses para conclusão das obras, a execução conta com recursos do tesouro municipal e repasse do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

A UPA Cidade Tiradentes é uma das 15 previstas no Plano de Metas, duas já foram entregues - Santa Catarina e Campo limpo – e na Leste, outras quatro estão em construção ou iniciando – Guaianases, São Miguel, Itaim Paulista e Ermelino Matarazzo.

Junto com a UBS Nascer do Sol, que tem previsão de entrega para o ano que vem, e também integra o Plano de Metas, há um investimento de R$ 8,64 milhões nos dois serviços para aprimorar a rede de atenção básica e de urgência/emergência no distrito. A Cidade Tiradentes conta com mais de 219 mil habitantes, 79% dos quais SUS dependentes. A expectativa é positiva para Geralda Marfisa, conselheira de saúde da Cidade Tiradentes, “hoje estamos em festa”.

Ademir Ferreira Gomes Gomes, outro militante da saúde e morador de Cidade Tiradentes, comemorou numa postagem no facebook: “muito bom, depois de muitas conversa e apoio da supervisora de saúde da Cidade Tiradentes, teremos mais dois equipamentos de saúde. Parabéns a todos que lutaram para isto acontecer”.

UBS Encosta Norte

Finalizando as vistorias no extremo leste, o secretário de Saúde esteve no terreno da futura UBS Encosta Norte II, no Itaim Paulista, onde foi recebido de forma calorosa pela comunidade. O serviço, no modelo integral, ocupará 1.360 metros² do terreno de 2.983 metros² na Rua Renato Agondi. De acordo com a supervisora de Saúde Itaim Paulista, Ana Kantzos, o equipamento que deverá ser entregue até setembro do ano que vem, vai desafogar o atendimento das unidades básicas de saúde Camargo Novo, Jardim das Oliveiras e Jardim Nélia.

A nova UBS Integral, que conta com investimento para a construção de R$ 4,82 milhões, prevê dois pavimentos que abrigarão dez consultórios médicos, de enfermagem, odontológico, salas de vacina, inalação, curativo, escovódromo, sala para agentes comunitários de saúde, espaço para atividades educativas em grupo, ouvidoria e área administrativa, para atender a 25 mil pessoas.

Reivindicação antiga, a conselheira Rosemeire Veloso lembra que tudo começou há mais de 10 anos, pelo movimento popular de saúde. Foi organizado um abaixo-assinado e entregue ao então secretário Municipal de Saúde, Gonçalo Vecina. Em 2013, a STS Itaim Paulista identificou o terreno em questão como o único vazio assistencial em saúde, que tinha ao redor uma UBS com Estratégia Saúde da Família e três UBSs tradicionais, portanto sem território delimitado, e com maior população de abrangência, cerca de 150 mil habitantes.

Fonte: Cecilia Figueiredo | Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais