Gestão Haddad divulga lista de ruas que serão abertas à população

Compartilhar

 

O programa Rua Aberta, da prefeitura de São Paulo, definiu 16 vias que devem ser liberadas para pedestres e ciclistas aos domingos e feriados na capital. Decidida em audiências públicas, a escolha das ruas foi anunciada pela Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras. A data da implementação ainda não foi anunciada.

O objetivo é estimular a ocupação da cidade e alterar a lógica dos espaços pensados para carros e hostis aos cidadãos. Estão presentes no projeto intervenções artísticas, esportivas, gastronômicas e de economia solidária. O horário de abertura das vias será entre 10h e 17h.

Cinco subprefeituras ainda não decidiram quais vias serão escolhidas para serem abertas. Pinheiros, Freguesia do Ó/Brasilândia, Jaçanã/Tremembé, Mooca, Vila Prudente e Capela do Socorro devem marcar novas audiências para atingirem consensos.

Vias abertas

Em Santo Amaro, 95 pessoas optaram pela Avenida Engenheiro Eusébio Stevaux. Já na Vila Mariana, os presentes na audiência optaram pela Avenida Engenheiro Luís Gomes Cardim Sangirardi.

Na zona norte da cidade, a subprefeitura que compreende os bairros de Vila Maria e Vila Guilherme, optou pela Rua Curuçá em detrimento às opções das avenidas Guilherme Cotching e Nadir Dias Figueredo.

Em Itaquera, os presentes aprovaram a opção apresentada da Avenida Miguel Inácio Curi. Ainda na zona leste, Sapopemba escolheu a Avenida Arquiteto Vilanova Artigas, Ermelino Matarazzo, a Rua Professor Antônio de Castro Lopes, e no M'Boi Mirim, 35 pessoas presentes decidiram pela Avenida Luíz Gushiken.

Em Pinheiros, 43 presentes na audiência optaram pela abertura de duas vias. São elas as ruas Medeiros de Albuquerque e Henrique Chamma. Em Perus, ficou definida a Rua Salvador Albano, no distrito de Anhanguera.

No centro da cidade, sob olhares da subprefeitura da Sé, foi confirmada a adoção da abertura da Avenida Paulista. Mais de 200 presentes optaram com ampla maioria pela abertura da via.

Os moradores do bairro do Aricanduva decidiram pela Rua Benedito Galvão. A prefeitura ainda deve marcar uma reunião com moradores do logradouro para definir estratégias de diminuir o impacto do programa.

No bairro do Campo Limpo, a via escolhida não possui residências nem comércio. A Avenida Carlos Caldeira Filho foi selecionada sem maiores problemas e ainda conta com a vantagem de ser situada entre duas estações de Metrô da linha Lilás.

Outra via nas cercanias do Metrô escolhida é a Avenida Sumaré, próxima à estação homônima. A via compreende à subprefeitura da Lapa.

Em Cidade Ademar, a Rua do Mar Paulista, próxima à represa Billings foi a selecionada. Já a subprefeitura Pirituba/Jaraguá optou pela Rua Professor Onésimo Silveira. No Butantã, a Rua Major Wanter Carlson foi a opção escolhida.

Fonte: Rede Brasil Atual

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais