Gestão Haddad: Pedestres e ciclistas aproveitam o domingo na avenida Paulista

Compartilhar

 

A avenida Paulista, na região central, iniciou neste domingo (18) as operações do programa Rua Aberta, que reserva o espaço de vias da Capital para pedestres e ciclistas. A avenida mais famosa de São Paulo transformou-se nesta manhã em um espaço para lazer, prática esportiva e convivência. O secretário Jilmar Tatto (Transportes) acompanhou a operação, que ocorre das 9h às 17h, entre a praça Oswaldo Cruz e a rua da Consolação, em ambos sentidos.

“O que nós estamos fazendo é uma coisa boa para a cidade, boa para todos. É uma política pública. Agora vamos aprimorar os detalhes em diálogo com os moradores, os comerciantes e os ciclistas”, afirmou Tatto.

De acordo com uma pesquisa do IBOPE (28/8-5/9), 64% dos paulistanos são favoráveis ao uso de vias como a Avenida Paulista por pedestres e ciclistas aos domingos. A iniciativa amplia a oferta de espaços de lazer na cidade e deverá ser estendida para todas as subprefeituras.

O funcionário público Paulo Reinaldo Teixeira, 36 anos, e seu filho Guilherme, 4 anos, aprovaram a novidade. “A gente sempre vem para a Paulista nos finais de semana, ele aprendeu a andar de bicicleta aqui na praça do Ciclista e está empolgado por poder andar hoje em toda a avenida”, contou Paulo.

Além da avenida Paulista, um trecho da rua Benedito Galvão (na altura da Praça Albino Francisco de Figueiredo), em Aricanduva, e a avenida Luiz Gushiken, em M’Boi Mirim, também estarão abertas para pedestres e ciclistas. As vias dessas regiões foram escolhidas pelos moradores em audiências públicas realizadas em setembro. Veja detalhes das alterações de circulação destes locais aqui.

Segundo o secretário Tatto, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) irá avaliar detalhes da operação a partir de contribuições e sugestões de quem vive, trabalha e ircula pelas avenidas abertas neste domingo.

Para os motoristas que passam pela região da avenida Paulista, a travessia da região da Bela Vista e Cerqueira César para os Jardins, e vice-versa, poderá ser realizada pela Rua da Consolação, Avenida Brigadeiro Luís Antônio e Rua Treze de Maio. A CET é responsável por garantir o acesso a todos os hospitais da região, hotéis e o Club Homs, além da circulação dos moradores locais a suas residências.

Fonte Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais