Gestão Haddad:Oito professores são premiados por seus trabalhos na rede municipal

Compartilhar

 

Oito educadores de escolas da rede municipal foram premiados na noite desta quarta-feira (21) por seus trabalhos e projetos realizados com os estudantes da cidade de São Paulo. Em cerimônia na Sala São Paulo, na Luz, três educadores foram homenageados com o Prêmio Professor Emérito e outros cinco, com o Prêmio Professor Destaque. Criados em 2009, os prêmios fazem parte das comemorações do mês dos professores, celebrado em outubro.


“Tudo o que a gente desenvolve e leva para a rede, seja qualquer ideia ou estímulo novo, volta em dobro. Os professores são uma classe combativa e importante para a cidade, pois ajudam a transformar e melhora-la a cada dia”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.


No Prêmio Professor Emérito, que homenageia personalidades de notório saber com contribuições em prol da educação municipal, três educadores foram laureados. Na primeira colocação ficou Maria Aparecida Cintra de Oliveira, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) 8 de Maio, em Itaquera. Ela é professora alfabetizadora que desenvolve práticas por meio da valorização da Cultura Popular Brasileira, com a multiplicação de boas ideias pedagógicas, e faz parte do grupo “Beija Fulô”.


Ainda nessa categoria foram homenageadas as professoras Maria Celia Matias, do Centro de Educação Infantil (CEI) Vila Perus, de Pirituba, que é servidora municipal desde 1978, e Paulo Cesar Ribeiro de Moraes, da EMEF Mario Schonberg, em Santo Amaro, que desenvolveu o Projeto Musicando, que ajuda a comunidade escolar da região.


“Essa homenagem é muito singela perto das coisas que acontecem nessa rede municipal, que é maravilhosa. É bonito se alimentar de emoções, como as que vemos aqui hoje, e é disso que vivemos”, disse o secretário municipal da Educação, Gabriel Chalita.


Professor Destaque
Na categoria Professor Destaque, destinado a docentes em exercício na rede, que ministram aulas em todas as etapas, modalidades e desenvolvem projetos, o primeiro lugar ficou com Iza Valéria da Luz Cordeiro, do Centro de Educação Infantil (CEI) Jardim Catanduva, na região do Campo Limpo.

O projeto, que recebeu R$ 10 mil de premiação, chama-se “Baú da Diversidade”, e foi desenvolvido entre março e novembro do ano passado, com o objetivo de promover a construção positiva da identidade das crianças, valorizando diferentes etnias, constituição de seu povo e cultura.

A proposta consistiu em organizar um baú com bonecas e bonecos de diferentes etnias e em diferentes condições de desenvolvimento, como deficiente físico, visual, cadeirante, etc., para manuseio diário das crianças. Com a vivência, foi possível observar que as crianças, sobretudo as meninas, passaram a optar por escolher bonecas que apresentavam semelhanças físicas consigo mesmas, fortalecendo as identidades e sem discriminação.


“É muito bacana poder parar e homenagear as pessoas que fazem um trabalho legal ou têm algum projeto que se destaca, e essa é a importância desse prêmio, reconhecer isso”, afirmou Haddad.


Ainda nessa categoria, em segundo lugar, com premiação de R$ 8.000, ficou o projeto “Gravidez na Adolescência”, do professor Josué Quirino de Souza, da EMEF João Ribeiro de Barros, na região de Guaianases. Em terceiro, com R$ 5.000 de prêmio, ficou Ana Luisa Areias de Carvalho, da EMEF Zilka Salaberry, na Freguesia do Ó, com o projeto “Delícias da Xepa”. Outros dois professores, Inêz Angelina da Fonseca, da EMEI Vila Ema, no Ipiranga, e André Jonatas Barbosa, da EMEF Júlio Marcondes Salgado, receberam R$ 2.000 pelo quarto e quinto lugar.


A comemoração terminou com um show da cantora Elba Ramalho em homenagem aos educadores. “Esse evento é o reconhecimento do trabalho, mas não só dos que estão aqui recebendo os prêmios, mas de todos os professores e funcionários das escolas municipais que trabalham todos os dias, cuidando de seus alunos e desenvolvendo seus projetos”, disse o professor Josué, que representou todos os premiados nas duas categorias.


Atualmente, a rede municipal conta com 25.797 professores da educação infantil, 13.432 de Ensino Fundamental I, 19.349 de Ensino Fundamental II e 81 de Ensino Médio, somando um total de 58.478 educadores.


Também participou do evento a secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais