Gestão Haddad: Conheça as 24 oficinas e cursos do Programa Agente de Governo Aberto

Compartilhar

Em novembro, o I Ciclo de Oficinas do Programa Agente de Governo Aberto estará nas ruas. Com cursos e atividades em todas as regiões da cidade, o menu das oficina dispõe de uma programação para atender todo tipo de necessidade: desde oficinas rápidas até cursos mais elaborados como introdução à Programação Aplicada, por exemplo. Os projetos foram escolhidos rigorosamente com base em critérios de qualidade, participação e conteúdo adequado às necessidades de construir uma cidade aberta para os cidadãos.

TODAS AS ATIVIDADES SÃO ABERTAS À POPULAÇÃO — com emissão de certificado

Ao entender que a formação em governo aberto deve se estender a todos os atores da cidade: gestores, servidores, conselheiros e cidadãos, alguns cursos possuem focos específicos que têm por objetivo apenas organizar a temática e focar em sua aplicação para aquele público respectivo. Portanto, todo cidadão pode participar de qualquer oficina, mesmo aquelas que tenham uma orientação específica.

Os cursos e oficinas estão sendo preparados com o maior carinho pelos Agentes e eles também recebem formação pela equipe da São Paulo Aberta para garantir a intersetorialidade das pautas e o aprofundamento da cultura participativa e transparente em todas as regiões da cidade.

Conheça o conteúdo, escolha a sua e participe. Vamos construir uma São Paulo ainda mais Aberta.

As  inscrições prévias  podem ser feitas de duas formas:

1) Preencha o formulário

OU

2) Envie email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

É possível se inscrever diretamente no local de cada oficina até a data de início da atividade (mas fica sujeito à disponibilidade de vaga)

Oficina de Introdução à Lógica de Programação Aplicada ao Governo Aberto

Desenvolvimento da lógica, criatividade e raciocínio por meio da estruturação de algoritmos com base em comandos de programação. Serão desenvolvidos protótipos únicos com base em dados de governo aberto, focando em temas da cidade e políticas públicas.

Público: Servidores/ Gestores; Interessados em Geral

Duração: 3 encontros de 3:20h (Total: 10h)

Multitude Software Livre: Code Dojo Central Dados Abertos

Aprendizado e treinamento da arte de programação, utilizando a metodologia “code Dojo”. Conhecimentos básicos dos processos que envolvem o desenvolvimento de um software e os principais elementos de uma linguagem de programação. Em uma segunda etapa, os participantes aprenderão como versionar e disponibilizar seu código para a comunidade.

Público: Servidores/ Gestores; Interessados em Geral

Duração: 2 encontros de 5h (Total: 10h)

Cuidando do Meu Bairro

Através da ferramenta “Cuidando do Meu Bairro” a oficina visa compreender a execução orçamentária municipal e discutir conceitos básicos relacionados a orçamento, tecnologias abertas e Lei de Acesso à Informação.

Público: Interessados em Geral

Duração: 1 Encontro de 2:30h

Desenvolvimento com tecnologias Open Source

O curso abordará lógica para programação utilizando tecnologias abertas! Os interessados aprenderão conceitos básicos de programação (Python), além de diversos tipos de desenvolvimento : orientado a objeto (Java), com Banco de Dados (MySQL), para dispositivos móveis (Android), para web, e conceitos básicos de desenho de jogos.

Público: Servidores/ Gestores; Interessados em Geral

Duração: 6 meses (encontros de 2:30h a 3:20h, Total:60h)

Compartilhando Informações (independente da mídia)

O curso visa ensinar tecnologias abertas para elaboração de banco de dados e suas interfaces em plataforma web utilizando softwares livres,  para compartilhar informações com outras comunidades.

Público: Servidores/ Gestores; Interessados em Geral

Duração: 3 meses (encontros de 3:20h, total:30h)

Programação de interfaces web: Criando sites responsivos para desktop e mobile.

Curso básico com fundamentos para programação de websites para desktop e celular utilizando softwares livres. O curso cobre desde aspectos introdutórios, como preparação de imagens e uso de fontes, até a publicação de um site, passando por diagramação e lógica de programação básica.

Público: Conselheiros, Interessados em Geral

Duração: 3 meses (encontros de 3:20h, Total:30h)

MapeOLÁ

Abordagem do mapeamento colaborativo como ferramenta para a informação e qualificação da participação social, abrindo possibilidades de uso crítico e propositivo para tais tecnologias livres, como o OSM-tracker em smartphones, em processos de envolvimento político-social, assim como na construção de canais de comunicação com poder público e a população local.

Público: Servidores/ Gestores (Preferencialmente professores); Interessados em Geral

Duração: 3 encontros de 3:20h

Cartografia cultural

Oficina teórica e prática de capacitação em cartografia social e técnicas introdutórias de georreferenciamento. O foco das atividades de formação será a relação entre a ação/produção cultural e os territórios da cidade de São Paulo. Ao final de cada oficina será desenvolvido  o esboço de uma cartografia cultural.

Público:Agentes e coletivos culturais

Duração: 1 mês

#OndeéoRolê ?

Georreferenciamento dos espaços que promovem cultura, através do compartilhamento do conhecimento da ferramenta OpenStreetMaps para mapeamento independente e colaborativo e, assim, apresentar o SPCultura como ferramenta de produção cultural em rede.

Público:Alunos de escolas públicas; Interessados em Geral

Duração: 2 encontros de 2:30h(Total:5h)

Georreferenciando Políticas Públicas

Georreferenciamento do ações e equipamentos de políticas públicas com dados abertos e dados empíricos, com o objetivo de formar cidadãos capazes de aplicar dados abertos georreferenciaveis em problemas pragmáticos de políticas públicas e defesa de direitos.

Público:Servidores/ Gestores; Interessados em Geral

Duração:6 encontros de 3:20h (Total:20h)

Mapeando a cidade

Curso para formar cidadãos em metodologia de coleta, tratamento, armazenamento, e análise de dados para elaboração de mapas digitais utilizando um software livre para celulares com sistema Android – o GeoODk (GeoOpen Data Kit), e plataformas de mapas digitais como o Arcgis Online e Openstreetmaps (OSM).

Público:Servidores/ Gestores, Interessados em Geral, Conselheiros

Duração:6 encontros de 3:20h (Total:20h)

Construindo os saberes para uma cultura de participação política

Oficinas sobre importância da participação social na política do município e de oficinas de construção de saberes necessários ao acompanhamento da gestão pública local e à participação na discussão e definição de políticas públicas para o município.

Público:Servidores/ Gestores; Interessados em Geral

Duração:2 encontros de 2:30h (Total:5h)

Redes Sociais e Multimídia na Construção do Conhecimento Participativo

Formação na utilização das diversas redes sociais e na produção de arquivos multimídia em softwares livres para contribuir na construção do conhecimento participativo.

Dois tipos de Oficina (Público Iniciante e Público mais avançado-Gimp/Inkscape)

Oficina 1: Interessados em Geral que não tenham conhecimento aprofundado em informática

Oficina 2: Servidores/ Gestores; interessados  em Geral

Duração:6 encontros de 3:20h (Total:20h)

Técnicas de Criação para Produção Multimidia

Desenvolver técnicas de criação para produção multimídia a partir de exercícios teóricos e práticos que estimulam a criação de artes para comunicação visual impressa e online, trabalhando com softwares livres de criação e edição visual.

Público: Servidores/ Gestores (responsáveis pela divulgação de atividades nos locais em que atuam)

Duração:3 meses (Encontros de 3:20h, Total:30h)

Criação e Divulgação Multimídia

Desenvolvimento de atividades formativas com foco nas ações de governo aberto, por meio de oficinas e workshops. Realização de oficinas como produção, edição e finalização de arquivos multimídia, a partir do uso de software livre.

Público:Servidores/ Gestores; Interessados em geral

Duração:1 encontro de 5h

Gênero e poder – Reconstruindo a comunicação nas redes

Conjunto de oficinas que buscará apresentar técnicas de comunicação em rede, bem como de criação de conteúdo para blogs e redes sociais. Para concretizar o processo de aprendizagem, todo o projeto será focado na criação de uma campanha feminista, que auxilie no combate à opressão de gênero.

Público:Servidores/ Gestores; Conselheiros; interessados em geral

Duração:6 encontros de 3:20h (Total:20h)

Redes Sociais como Marketing

Formação em práticas educativas de comunicação para fomentar variadas configurações de ensino e aprendizagem, estimulando os alunos e a comunidade local a participarem das ações/atividades oferecidas por esses gestores nas unidades que gerenciam.

Público:Gestores públicos, ativistas, professores, alunos e interessados

Duração: 1 mês (3 encontros de 3:20h, Total: 10h)

Estratégias de mídias digitais para causas sociais

Essa atividade tem como finalidade dar uma formação básica de comunicação digital para habilitar cidadãos a utilizarem as mídias digitais de forma efetiva com o propósito de potencializar a voz de suas demandas sociais.

Público: Conselheiros, Servidores/ Gestores, Interessados em geral

Duração: 3 meses (Encontros de 3:20h, Total:30h)

Oficina de Pesquisa, Análise e Apresentação de Dados Abertos

Desenvolvimento de planilhas eletrônicas e infográficos a serem elaborados a partir das bases de dados dos principais portais municipais que acessibilizam a transparência. Os participantes ainda compreenderam como realizar pedidos de acesso a informação.

Público: Interessados em geral;  Conselheiros

Duração: 1 mês (3 encontros de 3:20h, Total:10h)

Lambe-lambes da Transparência

A oficina  trabalhará com a técnica de lambe-lambes para a criação de cartazes, utilizando dados abertos da cidade de São Paulo captados nos portais de transparência.

Público: Estudantes do segundo ciclo do EF; Servidores/ Gestores; Conselheiros

Duração: 1 mês (3 encontros de 3:20h, Total:10h)

Oficina de acesso à informação – Teoria e Prática

Oficinas teóricas de apresentação da Lei de Acesso à Informação, suas principais características e procedimentos, assim como habilitar os participantes a realizarem pedidos de acesso à informação junto às instituições governamentais.

Público: Interessados em geral; Conselheiros

Duração: 1 encontro de 2h30

Base Comum de Informações das Demandas da Cidade

A oficina abordará a utilização do sistema SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão) da prefeitura, e trabalhará com a visão das demandas da cidade.

Público: Conselheiros; Interessados em geral

Duração: 1 encontro de 2h30

LabExperimental de hackerativismo

Oficinas de cultura digital e dados abertos, transparência, cultura hacker, conceitos e técnicas de recolhimento e visualização de dados.

Público: Interessados em geral

Duração: 6 encontros de 3:20h (Total:20h)

Informação em rede

A oficina capacitará os cidadãos interessados para pesquisar e tratar dados públicos, através da apresentação de dados relativos ao município de São Paulo e  ferramentas necessárias para analisar e expor os dados.

Público: Servidores/ Gestores; Interessados em geral

Duração: 1 mês (3 encontros de 3:20h)

Fonte: Portal Governo Aberto

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais