Gestão Haddad: Profissionais que ajudam o turismo têm entrada gratuita em espaços culturais

Compartilhar

 

Profissionais que colaboram indiretamente com o turismo da cidade, seja prestando informações, dando orientações ou até oferecendo dicas de passeios para pessoas que visitam São Paulo, contam a partir desta segunda-feira (9) com entrada gratuita em 25 atrações, entre museus e locais históricos da capital paulista.

A medida, que faz parte da segunda etapa do projeto “Pode entrar que a casa é sua”, apresentada em evento no Museu de Arte Moderna (MAM), beneficiará cerca de 330 mil trabalhadores de 14 categorias. Entre elas estão policiais militares e civis, guardas civis metropolitanos, taxistas, agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), além de frentistas, funcionários da limpeza pública, motoristas e cobradores de ônibus.

O objetivo do projeto, além de incentivar a inclusão sociocultural e a valorização das categorias, é fazer com que esses profissionais, com o acesso às atrações, se transformem em agentes de promoção e transmissão de informações sobre a cidade, levando mais pessoas a visitarem esses espaços.

Entre os locais em que eles  terão gratuidade estão os museus da Imagem e do Som (MIS), Afro Brasil, do Futebol, da Língua Portuguesa, de Arte Sacra, de Arte Moderna (MAM), da Imigração e o Instituto Butantan. A lista completa dos espaços culturais está disponível na página do “Pode entrar que a casa é sua”.


Cada trabalhador terá sua entrada gratuita e poderá levar até quatro acompanhantes, que também ingressarão de graça nos locais. Para ter o acesso aos espaços, os profissionais devem apresentar na bilheteria um comprovante de trabalho, como crachá ou holerite, acompanhado de documento com foto ou a carteira de trabalho.

“Quem nunca pediu informações sobre um local para um agente de limpeza, um policial ou cobrador de ônibus? Queremos valorizar esses profissionais, incentivando-os para que conheçam os atrativos da cidade onde moram e tenham momentos de lazer com a família. Assim eles poderão ser multiplicadores de conhecimento e disseminadores de opinião sobre os atrativos”, afirmou o secretário municipal para Assuntos de Turismo, Salvador Zimbaldi.

A ação, que é uma parceria entre a Secretaria Municipal para Assuntos de Turismo, a São Paulo Turismo (SPTuris) e as secretarias de Cultura do município e do Estado, beneficiou 6.000 pessoas de sete categorias em sua primeira etapa, entre 2012 e 2013. A expectativa é que a segunda fase se estenda até dezembro de 2016.

“O nosso objetivo é fazer com que, por exemplo, um frentista do posto de gasolina, que é uma das categorias atendidas, possa nos finais de semana ter uma atividade com a sua família, ou mesmo durante a semana, enquanto os museus da cidade estão abertos. Queremos que ele visite aquele museu, que conheça aquilo que ele está informando e também, é claro, possa levar os seus filhos”, disse Zimbaldi.

Veja as categorias beneficiadas pelo “Pode entrar que a casa é sua”

 

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais