Gestão Haddad: Heliópolis é o primeiro bairro da América Latina com iluminação LED

Compartilhar

 

 

O prefeito Fernando Haddad entregou na noite desta quarta-feira (9) a nova iluminação pública de Heliópolis, zona sul. O bairro é o primeiro em toda a América Latina a contar com a tecnologia LED nos postes de suas ruas e travessas. Por meio do programa “São Paulo Mais Iluminada”, cerca de 1.300 luminárias LED foram instaladas em 224 vias do bairro, percorrendo 24 km de extensão de ruas. A medida beneficia quase 200 mil moradores.

 

Ao lado do arquiteto Ruy Ohtake, que tem vários projetos no bairro e desenhou o Centro Educacional Unificado (CEU) Heliópolis, Haddad vistoriou a nova iluminação. “O LED consome 50% da energia elétrica e ilumina o dobro em comparação com as de vapor de sódio e mercúrio. Com metade do consumo, você ilumina o dobro do que iluminava e a energia elétrica está cara. Estamos dando um exemplo para o mundo de como compatibilizar um programa social, que é a segurança pública primária, com um projeto de sustentabilidade, porque quem economiza energia ajuda o meio ambiente”, afirmou o prefeito.

 

As luminárias LED também tem vida útil maior, pois duram aproximadamente 12 anos, enquanto os outros tipos não passam de cinco anos, em média. O investimento de R$ 3 milhões da Prefeitura em Heliópolis se soma a implantações de LED feitas também nas marginais Tietê e Pinheiros, além da avenida 23 de maio e o entorno da Arena Corinthians, em Itaquera.

 

“Esse é o primeiro bairro da América Latina que a iluminação das ruas e das vielas é feita com essa tecnologia, que está modernizando a iluminação dentro das casas, mas agora estamos fazendo nas ruas, usando como iluminação pública. Resolvemos fazer essa experiência em Heliópolis, porque as mulheres e as lideranças tinham reivindicado e vocês merecem”, disse o secretário municipal de Serviços, Simão Pedro.

 

“A mulherada se reuniu, saiu para as ruas com velas e, nos locais onde não tinha a iluminação, a gente colocava uma cruz para significar as mortes que existiam. Por isso, é com muita alegria e com grande celebração que recebemos essa iluminação”, comemorou Antônia Cleide Alves, que mora no bairro desde 1972 e preside a União de Núcleos das Associações de Heliópolis (Unas).

 

“A vida das crianças e das mulheres muda com a chegada do LED, justamente porque as pessoas se sentem mais seguras. As crianças conseguem brincar em um horário em que o viário está disponível e elas não utilizavam por medo em função da escuridão ou por falta de visibilidade”, disse Haddad.

 

Durante a entrega em Heliópolis, o prefeito anunciou que a segunda etapa, que será iniciada na próxima semana, contemplará outros oito bairros com 60 mil lâmpadas de tecnologia LED. São eles: Jardins Monte Azul, Ângela e Pedreira, na zona sul; Lajeado, Sapopemba e Jardim Helena, na região leste; Raposo Tavares, na zona oeste; e Brasilândia, na zona norte. A expectativa é que todas as melhorias sejam concluídas até julho de 2016.

 

Do início de 2013 até agosto deste ano, a Prefeitura já ampliou a iluminação pública da cidade com 51.534 novos pontos de luz, além de ter remodelado outros 255.029 pontos, substituindo lâmpadas de vapor de mercúrio, que iluminam menos, tem menor durabilidade e gastam mais energia elétrica, por vapor de sódio e metálico, que são mais eficientes.

 

“Iluminação pública é segurança, além de valorizar o bairro. Então, trocamos mais de 250 mil luminárias e já chegamos a 50 mil pontos novos, o que equivale a mais que uma cidade de Santo André inteira, em termos de iluminação. Nenhum bairro ficou sem intervenção nossa nos últimos três anos”, explicou Simão Pedro.

 

“A luz e a iluminação, junto com transporte, educação e saúde, são importantes na vida das mulheres. A gente sabe que, se a Prefeitura está implantando esse projeto hoje, é porque dialogou e dialoga com os movimentos sociais, o que fortalece o controle social”, afirmou a secretária de Políticas Para Mulheres, Denise Motta Dau.

 

Também participaram do evento a vice-prefeita, Nádia Campeão, e a subprefeita do Ipiranga, Edna Diva Santos.

 

PPP da iluminação
Além da ampliação da iluminação LED com recursos próprios, como em Heliópolis e nos outros oito bairros da segunda etapa, está em andamento o edital da Parceria Público-Privada (PPP) da Iluminação Pública, que prevê a troca das mais de 600 mil lâmpadas da cidade para a nova tecnologia.

 

O edital prevê que, nos primeiros cinco anos da parceria, o vencedor da concorrência terá que investir anualmente R$ 1,7 bilhão para trocar, já no primeiro ano, 10% das luminárias da cidade por LED, além de ampliar o atual parque em mais 70 mil pontos de iluminação. Nos quatro anos seguintes, a empresa vencedora terá de trocar 22% das luminárias por ano até completar o parque, além de fazer a ampliação de mais 5% por ano para fazer frente ao crescimento da demanda, que é constante. O novo parceiro terá também de fazer novos investimentos a partir do 10º ano, já que terá de renovar as luminárias de LED, considerando o tempo médio de vida das luminárias.

 Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais