Haddad inaugura novo núcleo de adoção de cães e gatos

Compartilhar

A Prefeitura abriu nesta sexta-feira (29) um novo centro para cães e gatos estruturado especialmente para incentivar a adoção. As acomodações são espaçosas e permitem a interação dos interessados em adotar com cada um dos animais. O prefeito Fernando Haddad inaugurou nesta manhã a estrutura, que conta ainda com centro cirúrgico, vagas de pós-operatório e espaço para banho e tosa.

“O centro permite uma outra abordagem no tema da adoção. Vai facilitar a vida do morador que quer adotar um animal e dos animais, que têm melhores condições de espera pela adoção. É um ambiente muito mais adequado, e ele vai estar muito mais pronto para a adoção, porque toda a situação de vulnerabilidade, que pode irritar o animal, é evitada pela qualidade do serviço prestado”, afirmou Haddad.

Os animais abrigados no novo Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos foram resgatados de maus-tratos, ou de situações de relevância para a saúde pública. Quando chegam ao núcleo, passam por avaliação médica veterinária. Se necessário, eles recebem tratamento, inclusive contra pulgas e carrapatos. O equipamento inaugurado possui um centro cirúrgico com quatro mesas, utilizadas principalmente em procedimentos de castração. No local são realizadas em média 40 cirurgias por dia.

Após se recuperarem em um dos cinco espaços do pós-operatório, os animais são liberados para adoção. Todos são imunizados contra a raiva, doenças espécie-específicas, castrados, vermifugados e identificados por microchip.

No total, são 30 canis e 24 gatis, todos equipados com portas de vidro que permitem a interação com os adotantes. Cada animal possui um espaço coberto e um quintal cimentado. Os canis dão acesso a uma área comum de recreação de 60 metros quadrados. No gramado e em dois jardins de inverno, os cães e gatos podem ter o primeiro contato com pessoas interessadas na adoção. Todos os animais passam por um tratamento de ressocialização, que inclui passeios e brincadeiras, para se tornarem amigáveis. No ato da adoção, é realizado o Registro Geral do Animal (RGA), de acordo com a legislação municipal.

“Esta inauguração deixa a cidade mais moderna e mais humana. Cada animal que vem para cá é cuidado, tratado, e [a iniciativa] estimula a adoção, evitando um risco para a saúde pública. E certamente ter um animal faz a gente ser mais humano”, afirmou o secretário municipal Alexandre Padilha (Saúde).

Em seu primeiro dia de funcionamento, o centro abrigava 25 cães e 27 gatos. A estrutura possui sistema de captação de água de chuva para lavagens e irrigação, abundante ventilação e iluminação natural e luz artificial de LED.

Atualmente, o Centro de Controle de Zoonoses possui cerca de 350 animais para adoção, 250 cães e 100 gatos. Eles permanecerão no novo centro em sistema de rodízio, para que todos tenham a possibilidade de adoção. Para adotar, é necessário apresentar CPF, RG e comprovante de residência e pagar uma taxa municipal de R$ 18,50.


Hospitais
Estima-se que haja cerca de 3 milhões de cães e gatos em São Paulo. A cidade conta com dois hospitais públicos veterinários, nas zonas norte e leste. As unidades oferecem serviços de consultas, cirurgias, exames laboratoriais, medicação e internação. No total são nove especialidades: clínica geral, oftalmologia, cardiologia, endocrinologia, dermatologia, neurologia, oncologia, ortopedia e odontologia. O serviço é destinado apenas aos munícipes de São Paulo, e a prioridade de atendimento é para pessoas inscritas em algum programa social.



Não compre, adote
O Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo (CCZ) possui cães e gatos, com ou sem raça definida (SRD), de pelagem curta, longa, filhotes, adultos, idosos, de todas as cores e alguns portadores de deficiências físicas. As adoções acontecem no CCZ, localizado na Rua Santa Eulália, 86, Santana(zona norte) de segunda a sexta-feira das 9h às 17h e aos sábados das 9h às 15h, exceto feriados. Periodicamente, o local também realiza Festas de Adoção aos finais de semana.


Para a adoção é necessário ter 18 anos ou mais, levar coleira e guia para os cães ou caixa de transporte para os gatos, apresentar CPF, RG e comprovante de residência e pagar (em dinheiro, no local) a taxa municipal referente à adoção de R$ 18,50.

Os animais disponíveis para adoção no CCZ são vacinados, castrados, microchipados, tratados contra pulga e carrapato, vermifugados e avaliados quanto ao seu comportamento. Por isso, os interessados passarão por uma entrevista com funcionários do setor de adoção para avaliar se o perfil do animal está de acordo com a futura família. Os adotantes recebem também informações importantes sobre guarda responsável e orientações sobre o animal, que será registrado em nome do adotante (que deve ser maior de idade).

Seja consciente: O processo de adoção responsável contribui para a redução do número de animais abandonados nas ruas, prevenindo agressões, acidentes de transito, maus tratos e crueldade contra os bichos. Alguns cães e gatos podem viver até 18 anos. Quando você adota um animal assume o compromisso de cuidá-lo e protege-lo por todo esse tempo.

Desde 1984, O CCZ promove diariamente a adoção de animais alojados em suas dependências, com o objetivo de sensibilizar a população sobre a importância da adoção de cães e gatos, que traz benefícios para a relação entre as pessoas no ambiente familiar.


Serviço:
Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos

Local: Rua Santa Eulália, 86 – Santana
Adoção: segunda a sexta-feira das 9h às 17h
sábados das 9h às 15h

 

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais