Gestão Haddad: Centro esportivo se transformará em CEU na Freguesia do Ó

Compartilhar

 

A Freguesia do Ó, na zona norte, receberá um dos oito novos Territórios CEU em construção na cidade. A unidade, que une complexo esportivo e cultural com escola para 500 crianças, está em construção na área pertencente ao Clube Escola Aurélio Campos, que será revitalizado. O prefeito Fernando Haddad vistoriou nesta terça-feira (2) as obras do CEU, que terá mais de 43 mil metros quadrados.

“É um complexo com serviços que hoje não tem no bairro e que vai passar a ter. Estamos fazendo coisas que combinam entre si. Estamos requalificando o corredor da Inajar de Souza para o ônibus andar mais rápido, abrindo espaço para a ciclovia, tem a iluminação de LED na Brasilândia, tem o hospital da Brasilândia em construção e aqui vai ter um CEU. Estas coisas vão se somando e mudando a qualidade de vida das pessoas”, afirmou Haddad, se referindo às outras intervenções da Prefeitura na região.

O novo Território CEU da Freguesia do Ó terá uma nova piscina semiolímpica coberta e aquecida e uma nova quadra poliesportiva. Serão revitalizadas as estruturas pertencentes ao clube, como o ginásio, as quadras e os campos de tênis e de futebol. O bloco esportivo terá quatro pavimentos e incluirá salas de ginástica. Haverá ainda piscinas infantis e para adultos na área externa.

Será construído também um bloco com cinco pavimentos que receberá as atividades culturais e educacionais. Esta estrutura abrigará um Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI), com vagas para 500 crianças de zero a cinco anos. “O CEU tem uma marca de conseguir unir várias áreas do conhecimento e vários grupos de idade e perfis diferentes. Tem também uma beleza arquitetônica, uma ocupação do espaço muito bonita”, disse o secretário Gabriel Chalita (Educação).  O edifício terá ainda biblioteca, cineteatro, sala de artes, sala de música, estúdio de gravação e oficina digital.

No novo modelo do Território CEU há a inclusão dos serviços de um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS). “Uma novidade desses novos CEUs é que haverá um CRAS aqui. Com isso a assistência social pode colaborar e participar dessa transformação individual que cada jovem terá no CEU. Vamos estar perto, acompanhando as famílias, sem deixar ninguém ficar pelo caminho”, explicou a secretária Luciana Temer (Assistência e Desenvolvimento Social).

O equipamento está localizado ao lado do hospital geral de Vila Penteado. A obra beneficia principalmente os bairros Vila Cruz das Almas, Chácara Nossa Senhora Aparecida, Jardim Maristela, Itaberaba, Parque São Luis e Parque Monteiro Soares. “Um CEU muda estruturalmente um bairro. Quero pedir que esta construção seja acompanhada da valorização da comunidade, dos talentos daqui, com oportunidades”, disse Carlos Vitor da Silva, ex-aluno do CEU Paz, também localizado na região.

No total, serão investidos R$ 42,5 milhões, sendo R$ 24,8 milhões da Prefeitura e R$ 17,6 milhões de parceria com o Ministério da Educação. Estima-se que as obras durem cerca de um ano e gerem na região cerca de 400 empregos diretos e 1500 indiretos.

Acompanharam a visita a vice-prefeita, Nádia Campeão, e os secretários Celso Jatene (Esportes, Lazer e Recreação) e Nabil Bonduki (Cultura).

Expansão
No total, estão em construção em São Paulo oito novos Centros Educacionais Unificados (CEUs), que receberão investimentos de R$ 319,7 milhões. Na primeira fase de expansão da rede estão incluídos novos equipamentos na Freguesia do Ó e no Parque Vila Maria, na zona norte; e no Tatuapé, no Jardim São Vicente, no Conjunto Habitacional Padre Manoel da Nóbrega, no Jardim São Pedro, em Itaquera e na Vila Alpina, na zona leste.


No fim de janeiro, serão abertas as propostas da licitação de mais seis Territórios CEU, localizados no Campo Limpo e no Grajaú, na zona sul; em Pirituba/Jaraguá e no Jaçanã/ Tremembé, na zona norte; e em Cidade Tiradentes, na zona leste. Cada um receberá investimentos de cerca de R$ 50 milhões.

Atualmente, a cidade conta com 46 CEUs, todos equipados com quadras poliesportivas, playground, teatro, piscinas, bibliotecas, área de informática e espaços para oficinas. Estão planejadas mais três fases de obras, que totalizarão 21 novos CEUs na cidade. A expansão integra a meta 16 do Programa de Metas 2013-2016.

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais