Gestão Haddad cria novo Centro de Referência da Mulher em São Miguel Paulista

Compartilhar

 

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) assinou convênio para a criação de um novo Centro de Referencia da Mulher (CRM), na região de São Miguel Paulista. O Centro de Referência da Mulher Onóris Ferreira Dias deve ser inaugurado no mês de março, e será administrado pela Associação de Mulheres da Zona Leste (Amzol), com supervisão, orientação e coordenação da SMPM.

O Centro de Referência é um espaço dedicado ao atendimento e acompanhamento psicológico, social e jurídico a mulheres em situação de violência. Quando a situação é grave e há risco de morte, os profissionais presentes no local encaminham as mulheres para Casas Abrigo ou outros serviços de proteção. Além desse atendimento, também oferece cursos, palestras, oficinas e grupos reflexivos para o empoderamento e autonomia econômica da mulher.

O novo centro em São Miguel Paulista contará com salas de atendimento psicológico, de atendimento social e espaço para oficinas. O local terá a atuação de seis profissionais, com coordenadora geral, psicóloga, assistente social, especialista na área do trabalho, assistente administrativa e recepcionista. O atendimento será de “porta aberta”, não sendo necessário marcar hora.

Atualmente, a cidade de São Paulo conta com três Centros de Referência da Mulher: CRM 25 de Março (centro), CRM Casa Brasilândia (zona norte) e CRM Casa Eliane de Grammont (zona sul). Cada um atende, em média, 1800 mulheres ao ano. Segundo dados da SMPM, as mulheres que mais procuram atendimento são as com mais de 30 anos, e o serviço mais procurado é o de enfrentamento à violência.

Dados da Violência

Segundo dados do Mapa da Violência 2015: homicídio de mulheres no Brasil, o país ficou em 5° lugar entre os países onde mais ocorreram feminicídios em 2013, com uma taxa de 4,8 homicídios por 100 mil mulheres. Dos 4.762 homicídios femininos ocorridos nesse período, 50,3% (2.394) foram perpetrados por um familiar direito da vítima (sete mortes por dia).

Dessas 2.394 vítimas de familiares, 1.583 foram mortas por parceiros e ex-parceiros, o que representa 33,2% do total de homicídios femininos registrados em 2013. Nesse universo, foram quatro mortes por dia, considerando todas as faixas etárias. O estudo também mostra que, levando-se em conta apenas mulheres acima de 18 anos, a proporção de vítimas dos parceiros e ex-parceiros sobe para 43% do total de homicídios.

 

Serviço:
CRM 25 de Março
Rua 25 de Março, 205 – Centro
Fone: (11) 3106-1100

Horário de Funcionamento: 08h às 17h

 

CRM Casa Brasilândia

Rua Silvio Bueno Peruche, 538 – Brasilândia
Fone: (11) 3983-4294 / 3984-9816

Horário de Funcionamento: 08h às 17h


CRM Casa Eliane de Grammont
Rua Dr. Bacelar, 20 – V. Clementino
Fone: (11) 5549-9339 / 5549-0335

Horário de Funcionamento: 08h às 17h

 

CRM Onóris Ferreira Dias (a partir de março)

Rua Pedro Soares de Andrade, 664 – Vila Rosana - São Miguel Paulista

Horário de Funcionamento: 08h às 17h

 

Fonte: Prefeitura de SP

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais