Ao dar posse a novo secretário de Direitos Humanos, Haddad defende a diversidade e a Constituição

Compartilhar

 

Ao dar posse a novo secretário de Direitos Humanos, Haddad defende a diversidade e a Constituição

Cerimônia ocorreu na tarde desta terça-fera e marcou a transmissão do cargo de Suplicy para Felipe de Paula

 

 

O prefeito Fernando Haddad deu posse, na tarde desta terça-feira, a Felipe de Paula, substituto de Eduardo Suplicy na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Durante a cerimônia, Haddad destacou que a pasta, criada em sua gestão, se consolidou como uma máquina de luta por garantia de direitos e promoção da cidadania. “A Secretaria de Direitos Humanos, mais do que se constituir, porque ela não existia, não era uma máquina de direitos humanos como eu espero que a gente conclua o nosso trabalho, transformando a cidade em uma máquina de promoção da cidadania. Agora ela é uma secretaria forte, aprovada pela Câmara Municipal, com uma estrutura digna e compatível com as necessidades iniciais de uma secretaria dessa natureza para garantir a cidadania plena”, afirmou.

Durante sua explanação, o prefeito defendeu a diversidade e condenou a intolerância, frisando que há gente que refuta que a cidade de São Paulo se construiu em cima de diferenças e diversidades. Ele ainda destacou a coragem de sua equipe para, em meio a uma onda conservadora, criar o `TransCidadania`, programa que investe em bolsas e cursos para travestis, mulheres e homens trans que buscam se capacitar profissionalmente e sair das ruas. "Quanto mais engrossam a voz, mais vamos engrossar a nossa", enfatizou o prefeito.

Haddad destacou a necessidade de combater a intolerância e ainda defendeu o Estado Laico e a Constituição. Segundo ele, essas são algumas das principais ferramentas para garantir a defesa das diferenças e manter-se ativo na proteção dos direitos humanos.

Advogado, professor e gestor público federal, Felipe de Paula assumiu a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania com o compromisso de garantir amparo aos grupos mais vulneráveis da cidade.

Com experiências obtidas na secretaria nacional de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, em 2010, na subchefia para assuntos jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, de 2011 a 2013, e na Prefeitura de São Paulo, onde ocupou o cargo de assessor especial do prefeito e de chefe de gabinete da Secretaria de Governo, entre 2013 e 2014, Felipe defendeu o diálogo e a promoção da cidadania. “Eu assumo o compromisso aqui de seguir a linha da secretaria, garantindo que as pessoas tenham os mesmos direitos, independentemente da diferença e do jeito que elas querem se colocar, seja pela identidade de gênero, pela raça, de onde ela vem, pela orientação social e de espaço físico”, frisou.

Ao se despedir do cargo em virtude do calendário eleitoral, Suplicy falou da honra que foi fazer parte da gestão Haddad e agradeceu o trabalho de toda a equipe da secretaria. Citando nome a nome, ele aproveitou para fazer um balanço sobre a evolução de cada programa. “Eu preciso agradecer toda a equipe por tantas coisas boas que a secretaria tem feito para que continuemos a acertar da melhor maneira possível e possamos cada vez mais elevar os patamares de cidadania e com a transformação das pessoas. Sou muito agradecido por todos”, disse.

Ao final de sua fala, Suplicy cobrou do prefeito a implantação da `Renda Básica de Cidadania` na cidade e ainda doou um cheque para um fundo municipal, buscando que os recursos sejam usados na viabilização do programa.

Fonte: Cláudio Motta Jr, para o Portal Linha Direta

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais