Gestão Haddad: Programa Jovem SUS diminui reclamação em 256 UBSs do município

Compartilhar

 

Com o objetivo de oferecer aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital um atendimento mais humanizado, 256 Unidades Básicas de Saúde (UBS) consideradas como prioritárias receberam 800 integrantes do programa Jovem SUS, que qualifica jovens entre 18 e 29 anos na área da saúde com ações voltadas ao acolhimento às necessidades de saúde da população, informações e encaminhamentos.

“Nós conversamos com os usuários, que reclamavam muito do atendimento, do acolhimento, muitas vezes pela própria correria do dia a dia das unidades de saúde. Colocamos quatro Jovem SUS por UBSs e em pouquíssimos meses, sem que alterássemos mais nada, as reclamações dos postos estão caindo 25%”, afirmou o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, durante a posse do Conselho da Juventude da Capital.

Cada unidade conta com 4 bolsistas, divididos em dois turnos (dois no período da manhã e dois no período da tarde). Cada jovem recebe uma bolsa-auxílio de R$ 924,00, que inclui auxílio alimentação e transporte, para 6 horas diárias de atividades teórico-práticas.

Uma vez integrados às Unidades e suas normas, os bolsistas recebem capacitação para atuar no acolhimento aos usuários e seus acompanhantes, além de fornecer a eles informações sobre os procedimentos e serviços prestados no local. Com a equipe multidisciplinar da UBS, integrarão atividades de grupo e oficinas voltadas para ações de prevenção à saúde.

 “Ter alguém ali, com consciência cívica, que em uma hora difícil sabe conversar com uma mãe, com um idoso, sabe acalmar uma criança e que dá um suporte humanitário, com informação. São pessoas formadas para esse fim, que muito provavelmente serão profissionais da área da saúde”, disse o prefeito. 

Além de preparar para a formação da cidadania em Saúde, o Jovem SUS trabalha com a recolocação social produtiva da parcela de jovens atualmente desempregada e aberta à aprendizagem. A ação, iniciada em agosto de 2015, é uma parceria entre a Coordenação de Políticas para Juventude e as secretarias municipais de Saúde e do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo.

Fonte: Prefeitura de SP -Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais