Caminhando, região Leste celebra luta antimanicomial

Compartilhar

 

  “Loucura em Movimento”. Este é o nome da caminhada que reunirá nesta sexta-feira (20), a partir das 9h, na Praça Fortunato da Silveira (Morumbizinho), usuários, familiares, gestores e trabalhadores das sete regiões da Coordenadoria Regional de Saúde Leste (CRS Leste). Todos celebração os avanços e desafios da Luta Antimanicomial, instituída em 18 de maio de 1987, na cidade de Bauru, durante o II Congresso Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental. Atividades acontecem desde a semana passada.

 

Passados 29 anos, a história da saúde mental no Brasil guarda grandes desafios, mas também inúmeros avanços nessa caminhada. O eletrochoque foi substituído pela roda de conversa, por oficinas criativas e mecanismos de inclusão. A saída do confinamento. Ao invés de hospícios, sanatórios. Gradativamente, a sociedade vai conhecendo pessoas que vivem em residências terapêuticas. Passa a adquirir produtos elaborados de forma loucamente criativa, nas feiras e pontos de venda da economia solidária. Pouco a pouco alimenta-se a roda da economia e da inclusão.

 

Entre 2013 e 2016, para que esses sonhos ganhassem materialidade, o território da CRS Leste, com apoio de Unidades Básicas de Saúde, constituiu uma rede de serviços de atenção psicossocial (RAPS), leitos para saúde mental em hospitais gerais e a ampliação da hospitalidade noturna.

 

Há em funcionamento 27 equipamentos de saúde mental. Quatro deles modelo III, portanto funcionando 24h. Sete unidades de CAPS Adulto (um em cada Subprefeitura), cinco unidades de CAPS Infantil, três unidades de CAPS Álcool e Drogas (AD) III, três unidades de CAPS AD, quatro Centros de Convivência (CECCO), três residências terapêuticas (RT) e uma Unidade de Acolhimento (UA AD). Na região Leste passou a funcionar, em abril, o segundo CAPS Infantojuvenil III do município de São Paulo.

 

Ampliação

A Prefeitura ampliou em três anos os CAPS II para CAPS III. Isso permite a hospitalidade noturna para casos de maior sofrimento. Implantou ainda a Residência Médica em Psiquiatria e o Programa Braços Abertos, num conjunto de medidas para eliminar o modelo asilar, dos manicômios, e ofertar um tratamento humanizado, comunitário, onde a sociedade participa, convive com as dores e descobre os ganhos da diversidade.

 

Para comemorar esses avanços e também seguir debatendo o que precisa ser aprimorado, as sete supervisões técnicas de Saúde da CRS Leste realizam programações em seus territórios essa semana. Haverá saraus, passeios, exposições, apresentações musicais e teatro nas praças além de caminhadas, debates e rodas de conversa para refletir a Luta Antimanicomial.

 

Cidade Tiradentes

Os usuários do CAPS II Adulto assistiram à sessão gratuita do filme “Nise, o coração da loucura”, na sala de cinema Caixa/Belas Artes. O longa-metragem retrata a história da psiquiatra brasileira Nise da Silveira, pioneira na adoção de uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte. Participaram da Feira Ecosol, no Parque Trianon-Masp, com os produtos elaborados no CAPS II Cidade Tiradentes. Estiveram na palestra “Estigma do usuário de saúde mental em relação à violência”, no Fórum de Cultura de Paz, Dança Circular e exposição de produtos RESPIRARTE (Frente de Economia Solidária do CAPS II Adulto Cidade Tiradentes), na Escola Técnica Professor Makigutti. E fizeram um Sarau, com canções de luta, poesias de resistência, CineCaps e debate, no CAPS II Adulto Cidade Tiradentes.

 

Ermelino Matarazzo

O CEU Quinta do Sol abrigou no ato de celebração da Luta Antimanicomial, na última sexta-feira (13), uma mesa da Rede Intersetorial de Ermelino Matarazzo. Houve as participações do coordenador de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde, Roberto Tykanori; do artista do Movimento Cultural de Ermelino Matarazzo, Vander Che; da conselheira gestora do CAPS Adulto de Ermelino Matarazzo, Tina Gonçalves; da representante do Núcleo de Apoio e Acompanhamento para Aprendizagem (NAAPA) da DRE Penha, Rosana Cunha; da Supervisão Técnica de Assistência Social e a supervisora de Saúde, Tânia Bonfim. O evento também apresentou o curta-metragem “Trajetórias de uma crise”, do diretor Marco Ribeiro. O filme é  estrelado por usuários da Rede de Saúde Mental de Guarulhos, seguido de um bate-papo com atores e diretor.

 

Guaianases

Na última segunda-feira (16), usuários, familiares, profissionais de saúde e comunidade fizeram uma roda de conversa sobre as novas práticas de saúde mental, sobre internação e os objetivos da luta antimanicomial. O evento, no CEU Jambeiro, teve apresentações musicais, exposições, vídeos e a participação de pessoas que passaram a conviver com seus sofrimentos, a partir do apoio da família e integração na sociedade. O Wagner, portador de esquizofrenia, foi convidado para falar no evento. O palmeirense, que ficou famoso após ser um dos entrevistados no programa A Liga – Saúde Mental, veiculado em 2013 -, falou das mudanças promovidas a partir do CAPS.

 

 

Programação

Cidade Tiradentes

19/5

Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes.

Rua Inácio Monteiro, 6.900 – Cidade Tiradentes.

 

10h - Cine Diálogo: Sobre transformação e Economia Solidária.

13h - Apresentação: “Comunidade de Fala”.

15h - Vivências: “Mente e Corpo”.

10h às 17h - Exposição Fotográfica: “Cara da Loucura: a beleza de ser diferente”.

10h às 16h - Exposição e venda de produtos RESPIRARTE (Frente de Economia Solidária do CAPS II Adulto Cidade Tiradentes).

 

Itaim Paulista

UBS Jardim Indaiá

18/05 – 14h

Roda de conversa sobre a Luta Antimanicomial, nos grupos de orientação, Xô Sedentarismo, de Reeducação Alimentar e Postural.

 

Cecco Parque Santa Amélia

18/05

Caminhada e Dança Circular.

 

CAPS Infantil Itaim Paulista

19/05 – 12h

Grupo Morabeza Nação com Espetáculo: O mundo cá tem fronteiras.

São Mateus

CEU São Rafael.

Rua Cinira Polônio, 100.

7º Encontro de Saúde Mental de São Mateus “Contra todas as formas de manicômio”.

 

São Miguel

20/05 – 9h

Loucura em Movimento – Caminhada da Leste pela Luta Antimanicomial

Saída: Praça Fortunato da Silveira (Praça do Morumbizinho).

Chegada: Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra (Praça do Forró).

O evento, organizado pela CRS Leste e apoio da Subprefeitura de São Miguel, terá barracas para exposição dos trabalhos elaborados pelos serviços das STS Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Itaim Paulista, Itaquera, São Mateus e São Miguel.

A programação na Praça do Forró incluirá também o BatuCaps, do Itaim Paulista, grupos musicais do CAPS Infantojuvenil, Adulto e AD São Miguel, Guaianases e São Mateus. Haverá ainda apresentação de samba de Itaquera, vivência corporal de Ermelino Matarazzo e o funk do MC Jhony do CAPS Adulto Cidade Tiradentes.

 

Fonte: Cecília Figueiredo

 

 

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais
Rui Falcão: As alternativas do PT para a Previdência
segunda, 13 março 2017, 19:03
  Em meio às manifestações contra o desmonte da Previdência (e foi notável a reação das mulheres no 8 de março, dia de luta também contra o conservadorismo e a violência), abre-se agora o debate sobre qual a melhor tática... Leia Mais