Oficinas de governo aberto oferecem ferramentas para participação na gestão da cidade

Compartilhar

 

Oficina - Agentes de Governo AbertoFABIO ARANTES/SECOM

 
 

Mais de 7 mil pessoas já participaram dos cursos e oficinas promovidos pelos agentes de governo aberto, que oferecem aos cidadãos ferramentas para participação na gestão da cidade. A programação gratuita é coordenada pela São Paulo Aberta, iniciativa da Prefeitura que articula ações de governo aberto na cidade. O objetivo dos encontros é apresentar as possibilidades de controle social e transparência disponibilizadas pelo município, como consultas públicas, lei de acesso à informação e bancos de dados.

Nesta sexta-feira (24), o foco da capacitação foram pessoas que atuam na formulação de políticas de saúde. Mais de 300 pessoas reuniram-se para cinco oficinas, entre servidores da Secretaria Municipal de Saúde, bolsistas do programa Jovem SUS e conselheiros municipais da área. As atividades aconteceram no campus Vergueiro da Uninove, na região central.

“As oficinas permitem que aqueles que constroem a política de saúde aprendam mais sobre as ferramentas e sugeriram formas de participação. É um espaço de troca de informação e de experiências”, avalia Alexandre Padilha, secretário de Saúde.

Nesta manhã, o público pôde optar entre as oficinas Cidadania Ativa, Introdução ao Mapeamento, Enegrecendo os Espaços, Redes Sociais e Multimídia e Educação Fiscal. As atividades percorrerão todas as coordenadorias regionais de saúde da cidade.

Formação
Até agora as oficinas ofereceram mais de 1.500 horas de formação. “Estes cursos são uma possibilidade de oferecer gratuitamente conteúdos de alta qualidade, que no mercado custam muito dinheiro. Nossas oficinas dialogam diretamente com a cidadania e o dia-a-dia das pessoas e dos movimentos”, afirmou Gustavo Vidigal, secretário adjunto de Relações Internacionais e Federativas e coordenador da São Paulo Aberta.

Por meio de edital, foram selecionados em 2015 projetos de 48 agentes formadores, escolhidos para atuar em todas as regiões da cidade. A realização das 1.200 oficinas do programa foi dividida em duas etapas. A primeira, com 24 projetos, aconteceu de novembro de 2015 a maio de 2016, e a segunda, com os demais projetos, acontece até novembro de 2016. No primeiro ciclo de oficinas, 78% dos participantes aprovaram as informações oferecidas nas atividades.

A programação foi organizada em quatro eixos: transparência e dados abertos, gestão participativa e mapeamento colaborativo, tecnologia aberta e colaborativa e comunicação em rede. A agenda completa está disponível no portal São Paulo Aberta.

A São Paulo Abertapromove políticas públicas de transparência, participação, inovação e integridade nas políticas públicas. No programa Gabinete Aberto, por exemplo, secretários e gestores respondem a dúvidas da população. Em 25 edições, mais de 35 mil pessoas participaram presencialmente e pela internet com mil perguntas e sugestões. Além disso, mais de 23 decretos e portarias da administração municipal passaram por consultas públicas online, que receberam 135 mil acessos e 3 mil contribuições.

 

Fonte: Prefeitura de SP - Secom

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais