Haddad significa revolução jamais vista em SP, garante Lula

Compartilhar

 

 

Em convenção para lançar a pré-candidatura do prefeito à reeleição, o ex-presidente reforça a importância de não "abaixar a cabeça" e de debate

 
 


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, na manhã deste domingo (24), da convenção que lançou o nome do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad à reeleição.

Para Lula, o atual prefeito da cidade significa “uma revolução jamais vista” na capital paulista. “É o melhor prefeito de São Paulo”.

“Todo mundo precisa conhecer as maravilhas que Haddad fez. Que provou que é possível administrar com menos concreto armado e mais gente”, falou.

Durante fala na convenção, o ex-presidente criticou de forma dura o tratamento dado pela imprensa tradicional ao prefeito. “Batem nele da manhã até à noite. (…) Lorotas, mentiras e falsidade”.

Além disso, Lula relembrou que o tempo de campanha, neste ano, será mais curto, e reforçou a importância de debate.

“A campanha é curta, mas vai ter debate. E é no debate que a gente vai ver claramente quem está mais preparado”, afirmou.

O ex-presidente também ressaltou a importância da militância petista neste processo. “Vamos responder com sabedoria ao ódio. E não vamos abaixar a cabeça”, pediu Lula.

“É nesse clima que nós temos que provar a nossa garra, nossa causa e nossa força de vontade podem fazer a diferença”, continuou Lula.

A campanha de 2012 e as pesquisas que apontavam as intenções de voto para Haddad também foram lembradas pelo ex-presidente. “Todas as eleições, ganhamos na periferia”, disse, ao relembrar que o prefeito era chamado de “candidato em liquidação” e ganhou o pleito, no segundo turno.

Para Lula, Haddad é, em São Paulo, vítima de preconceito, assim como outros representantes do PT. “O Haddad é vítima do preconceito que sempre fomos vítimas aqui”.

“Se vocês pegarem o mapa de São Paulo, vão ver que sempre enfrentamos o preconceito da elite conservadora dessa cidade”, complementou o ex-presidente.

Lula encerrou a fala na convenção desejando boa sorte a Haddad e Gabriel Chalita, que é candidato a vice na chapa do petista.

“Boa sorte Haddad, quero ter o orgulho de dizer que ajudei São Paulo a eleger o que há de melhor desta eleição”.

A convenção aconteceu no centro de São Paulo, na Quadra dos Bancários. Além da militância, o ato também contou com a presença do presidente do PT, Rui Falcão; da vice-prefeita e secretária da Educação, Nádia Campeão; o secretário da Saúde de São Paulo, Alexandre Padilha; o ex-secretário de Serviços de São Paulo, Simão Pedro.

Participaram também Ciro Gomes, Eduardo Suplicy, além de deputados federais, deputados estaduais do PT e pré-canditados ao legislativo municipal.

“Hoje estamos juntando nossas forças e energias para pensar que com certeza a gente está fazendo história na cidade de São Paulo para quem mais precisa de nós. Nosso compromisso é com este projeto de um governo popular e democrático”, disse Nádia.

O vereador Paulo Fiorilo também exaltou a importância de continuidade do projeto de Haddad. “Cada um que veio aqui hoje sabe da importância da continuidade das políticas deste governo”.

 

Fonte: Agência PT de Notícias

 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais