“Haddad realizou uma extraordinária gestão”, diz Suplicy

Compartilhar

 

 

Ex-senador e candidato a vereador em SP explica porque apoia o prefeito de São Paulo à reeleição

1
Suplicy

O ex-senador e atual candidato a vereador pela cidade de São Paulo, Eduardo Suplicy, estava impecável de terno, gravata e cheio de disposição às 9h30 da manhã de uma quinta-feira, horário em que marcou, em sua casa, uma entrevista exclusiva à reportagem da Agência PT.

Ele só pediu desculpas por causa da voz um pouco rouca. Dormira poucas horas, pois havia dado uma palestra em uma universidade paulistana que havia durado até a meia-noite.

Foto: Ana Volpe

Na verdade, a palestra acabara bem antes, mas, a pedido dos estudantes, cantou Blowing in the Wind, de Bob Dylan (um de seus artistas preferidos ao lado dos Beatles, Geraldo Vandré, Gilberto Gil e Chico Buarque, entre outros, como se pode conferir em sua conta no Spotify). Ficou, ainda, longos minutos distribuindo beijos, abraços e sendo bombardeado por selfies de admiradores. 

 

Nas paredes de seu escritório estão fotos dos três filhos (Eduardo – o Supla -, João e André), do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de dezenas de amigos que fez durante seus 75 anos de vida. Uma das fotos que se destaca é do histórico publicitário Carlito Maia (“quase um irmão para mim”), morto em 2002.

Nas eleições deste ano, Suplicy vai concorrer pela segunda vez ao cargo de vereador (a primeira foi em 1988, quando foi o segundo mais votado na cidade de São Paulo). Ele também foi deputado estadual, deputado federal e senador durante 24 anos ininterruptos.

Na entrevista, após aquecer a voz com suco de laranja e café, contou por que defende a reeleição do prefeito Fernando Haddad, a quem sempre chama pelo nome e sobrenome. Ele cantou, também, como havia feito há poucas horas, a música Blowing in the Wind.

“É um hino contra as guerras do mundo”, explicou, com brilho nos olhos, apesar da longa agenda política que teve no dia anterior e que ainda teria pela frente. Mas sem perder a ternura jamais.

Suplicy

Avanços de Haddad
“Fernando Haddad realizou uma extraordinária gestão”, começou a explicar quando perguntado por que defende a reeleição do prefeito de São Paulo. Depois, explicou as razões.

“Ele tem uma grande formação: é filosofo, economista, formado em Direito e é excelente professor”, disse.

A sua atuação como prefeito merecem muitos elogios de Suplicy. Para o ex-senador, o chefe do executivo da maior cidade do País realizou grandes avanços na educação infantil, na construção de hospitais, na preocupação com o meio ambiente e na democratização da cultura.

Além dessas ações, Suplicy exaltou a transformação de avenidas em grandes parques públicos à população durante os fins de semana e os investimentos em transporte público por meio dos corredores de ônibus. “Houve quem reduziu em  40 ou 50 minutos o tempo de volta do trabalho”, afirmou.

Ele também se disse entusiasmado com a criação das ciclovias por toda a cidade, “como acontece nas maiores metrópoles da Europa, dos Estados Unidos, do Canadá e de muitos outros países. São Paulo avançou muito no que diz respeito à utilização da bicicleta”.

Foto: Paulo PintoDe fato, avançou bastante. De acordo com pesquisas, houve o crescimento de 66% no número de ciclistas e a diminuição de 34% de acidentes fatais desse público.

Suplicy também lembrou da atuação de Haddad como ministro da educação dos governos Lula e da presidenta eleita Dilma Rousseff.  “É extraordinário quantas pessoas que não tinham quaisquer oportunidades de chegar ao ensino superior passaram a estudar nas universidades brasileiras”.

Direitos Humanos
Os assuntos que mais merecem atenção de Suplicy são os relativos aos direitos humanos. Ele atuou de fevereiro de 2015 a abril deste ano como secretário de Direitos Humanos e Cidadania da cidade. Para ele, a cidade fez grandes avanços no tema.

 

“A preocupação de Fernando Haddad com os direitos humanos foi realizada de uma forma muito superior a de todas as gestões anteriores

As políticas públicas que destacou foram o Programa Braços Abertos, voltado à população usuária de drogas pesadas, e o Programa Transcidadania, direcionado à população transsexual da cidade, historicamente uma das que mais sofre com a vulnerabilidade social.

Ele havia visitado a região da Luz (na área conhecida como Cracolândia, onde se reúnem usuários principalmente de crack) no dia anterior – antes da palestra na universidade – e contou o que viu.

“Dei uma volta com um grupo que faz varreção de ruas (pelo Programa Braços Abertos). Até para dialogar com eles, peguei uma vassoura e fui acompanhando e ajudando na tarefa. Ouvi testemunhos como o da senhora Talita, que diz que há uma semana não usava nenhuma pedra de crack”.

“Ela estava muito contente pois cada vez estava superando mais a utilização do crack. Disse que ainda bebia um pouco de álcool, mas que estava muito contente. Ela esperava logo conviver com suas quatro filhas que vivem em Minas Gerais”, contou.

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Sobre o Transcidadania, Suplicy exaltou o sucesso do programa.

“Eu conversei diversas vezes com elas (as transsexuais incluídas no programa) e muitas me disseram que, a partir da ajuda do programa, conseguiram completar o ensino fundamental ou o ensino médio. E, graças a cobertura dada pelo Transcidadania, pararam de ser perseguidas ou objetos de qualquer atitude homofóbica nas instituições de ensino”, explicou.

Ele lembrou que Haddad dobrou recentemente as vagas para ambos os programas, que são objeto de estudo e interesse de municípios de todo o Brasil e de outros países da Europa e da América do Norte. Por fim, o ex-senador se mostrou confiante na reeleição de Haddad.

“São tantas as atividades promissoras e inovadoras que o prefeito Fernando Haddad tem instituído que, na medida que a população souber bem de tudo o que está sendo realizado, tenho a convicção de que, numa disputa muito difícil, ele vai chegar no segundo turno com toda a possibilidade de ter a maioria de votos dos paulistano”.

“Sempre vi a preocupação de Fernando Haddad com a correção do trato da coisa pública, com a transparência e o dizer as coisas com muita franqueza. Fernando Haddad é uma pessoa de muita visão, de extraordinária seriedade. Disso eu posso dar o meu testemunho”, garantiu.

Fonte: Bruno Hoffmann, da Agência PT de Notícias

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais