Haddad diz que quatro anos é pouco e defende importância do voto para superar a crise

Compartilhar

 

 

Neste final de semana, o prefeito e o candidato à reeleição esteve com correligionários em plenárias que somaram 3 mil pessoas nos bairros de Jardim das Graças, zona norte, Ipiranga e Cidade Ademar, na zona sul, e Liberdade, na região central

 

São Paulo, 21 de agosto de 2016 – “Eu afirmo para vocês e eu provo: não tem área de atuação da administração em que os serviços não melhoraram. Falta muito, porque nós não somos um país rico, somos um país em construção, mas falta menos do que faltava em 2012”. Assim o prefeito e candidato à reeleição Fernando Haddad (PT/PCdoB/Pros/PDT/PR) defendeu a continuidade do trabalho que vem fazendo na cidade, em plenária do vereador Celso Jatene na quadra da escola de samba Rosas de Ouro, no Jardim das Graças, zona norte, na manhã deste domingo (21/08). “Já ganhamos a Olimpíada, vamos continuar ganhando. Chalita é um artilheiro, fez duas creches por semana na cidade de São Paulo, são 400 creches em três anos”, ressaltou Haddad, que também defendeu a importância do voto em momento de crise. Haddad discursou para 3 mil pessoas neste final de semana em plenárias de políticos da chapa entre sábado e domingo.

O sábado (20/8) começou na Casa de Portugal, na Liberdade, em plenária de Paulo Fiorilo, presidente do Diretório Municipal do PT, coordenador de campanha do partido e candidato à reeleição para a Câmara dos Vereadores. Além de Haddad e Chalita, o evento teve a participação de Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde e atual secretário municipal de Saúde da cidade de São Paulo. Em seguida Haddad se dirigiu ao bairro de Cidade Ademar e, no começo da noite, participou de mais uma plenária em Heliópolis, primeiro bairro da capital a ter toda a iluminação pública em lâmpadas LED, que consomem 50% menos energia e oferecem 60% mais luminosidade. Até o final de 2019, segundo Haddad, toda cidade terá esse tipo de iluminação.

Na Liberdade Haddad falou ainda sobre os avanços de sua administração, como os corredores de ônibus, o bilhete único mensal e a concessão de passe livre a 630 mil estudantes. Destacou a criação de 100 mil novas matrículas no ensino infantil e a recuperação de 600 milhões de reais aos cofres públicos do município: “A nossa gestão não arrumou apenas uma fórmula de combater a corrupção, mas de recuperar o dinheiro desviado em administrações anteriores", disse Haddad, que defendeu a continuidade das conquistas. "Quatro anos é pouco e precisamos de um mandato a mais. Falem dos avanços da cidade com o vizinho, no trabalho e na rua", pediu.

Questionado por jornalistas sobre a participação da candidata Luiza Erundina nos debates transmitidos por emissoras de televisão, que segundo as regras da legislação eleitoral depende da aprovação dos concorrentes, Haddad foi direto: “No nosso caso, eu concordo com a participação da Erundina”, respondeu. “Essa é nossa posição oficial”.

Depois o candidato seguiu para a Cidade Ademar, zona sul, para o lançamento da candidatura do vereador Wander. A região já foi contemplada com instalação de novas lâmpadas em LED, construção de dois piscinões – um já entregue, na Avenida Cupecê – e melhorias em mobilidade, com obras de duplicação e sinalização em andamento na estrada do Alvarenga e a implantação do corredor Norte-Sul. “Tinha cabimento o ônibus ficar naquele congestionamento? Não tinha cabimento. Nós separamos uma faixa para o ônibus, o ônibus pega o corredor Norte-Sul e em quarenta, cinquenta minutos, você está no centro. Para o trabalhador, esse tempo que economizou é o tempo que vai poder cuidar da sua família, cuidar do seu filho, cuidar da sua saúde, cuidar da sua educação, é tempo que você libera para viver, porque ninguém vive dentro de um ônibus e só no local de trabalho, você vive na cidade”, disse Haddad.

À noite, logo após a conquista da medalha de ouro olímpica pela seleção brasileira de futebol, o candidato à reeleição esteve no bairro do Ipiranga para discursar na plenária do candidato a vereador Buiu, representante do bairro de Heliópolis. Além de pioneira na iluminação LED, a região foi a primeira a ter UniCEU. Em sua fala, Haddad destacou a importância do voto em 2016. "Nunca o voto de vocês foi tão importante quanto agora. Nessa encruzilhada em que o País está, só o voto vai tirar a gente dessa armadilha política, e vocês têm que pensar o que está em jogo na cidade de São Paulo", disse o candidato à reeleição. “Temos que entender que, dependendo do que acontecer, essas conquistas vão sofrer retrocesso, porque esses partidos não são como o nosso. O PT quando governa é para o povo", finalizou.

 

FOTOS: https://www.flickr.com/photos/145818034@N02/

 

Fonte: Assessoria Campanha Fernando Haddad 

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais