Trânsito é o segundo maior problema da cidade de SP

Compartilhar

Chico Macena

O paulistano perde em média 2 horas e 49 minutos por dia no trânsito, se a cidade oferecesse estrutura e segurança, 40% da população utilizaria a bicicleta como meio de transporte. Os dados foram apresentados pela pesquisa Irbem - Indicadores de Referência e Bem Estar do Município - da Rede Nossa São Paulo, nesta última quarta-feira, na Câmara Municipal, no mesmo dia que houve a audiência pública de revisão da lei, de minha autoria, que cria o Sistema Cicloviário na cidade. Se dos 40% novos ciclistas, 20% fosse usuário de carro e 20% de transporte coletivo, esse dado representaria um impacto positivo no trânsito e transporte da cidade.

 

A conseqüência dos congestionamentos na qualidade de vida das pessoas aparece das mais diversas formas e através de diferentes indicadores. Segundo dados do laboratório de Poluição da USP, morrem cerca de 20 pessoas por dia na região metropolitana da cidade, devido a problemas respiratórios agravados pela má qualidade do ar. Os meios motorizados de transportes, são os principais vilões da poluição atmosférica.

O trânsito e o transporte da cidade é considerado por mais de 50% da população, o segundo maior problema da cidade, ficando atrás somente do tema Saúde. Esses dados enfatizam a necessidade de uma atuação efetiva da Prefeitura. O carro precisa ser visto e utilizado prioritariamente como um veículo de passeio. Mas para isso, o executivo precisa ampliar sua atuação e parar de relacionar o problema de mobilidade na cidade, somente ao excesso de carros e de pessoas que utilizam o transporte.

Não dá para simplificar a situação e colocar a culpa dos congestionamentos no aumento da frota de veículos, que chegou a 7 milhões neste ano. É hipocrisia dos que possuem carros criticar a ampliação da compra de veículos, que na realidade representam melhoria das condições econômicas da população, que possibilitaram a mais pessoas adquirirem um automóvel.

Mas como convencer a população deixar o carro e utilizar o transporte coletivo, saturado em horário de pico? Entre ficar três horas no ônibus e metrô lotado e três horas no trânsito congestionado dentro do carro, uma grande porcentagem prefere a segunda opção. Como convencer a população usar a bicicleta para ir trabalhar diariamente, se falta estrutura e segurança para o ciclista? Não dá para dizer que não existe políticas públicas para bicicleta, se mais de 500 km de vias para ciclistas estão previstas para serem executadas até o final de 2012, mas dá para afirmar que falta iniciativa e sensibilidade sobre o tema.

Algumas alternativas amplamente debatidas precisam ser colocadas em prática, como o incentivo ao desenvolvimento de regional da cidade para que os desejos de viajem da população sejam descentralizadas do centro expandido e fiquem mais próximos do local onde moram. A criação de alternativas para locomoção também se faz essencial para incentivar o uso da bicicleta, e até mesmo da caminhada em percursos menores, que muitas vezes são feitos de carro.

Chico Macena é vereador do PT/SP. Esse artigo foi publicado originalmente na Folha de Vila Prudente, edição 23 a 29/9/2011.
 



Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais