Um novo tempo, mas com a ousadia de sempre

Compartilhar


A população de São Paulo, que foi às urnas em 2012 e optou por uma mudança no jeito de pensar, administrar e viver nessa cidade, deixou evidente que esse desejo de mudança também deve estar expresso em nosso modo de atuação parlamentar.

Por Alfredo Alves Cavalcante
Terça-feira, 5 de fevereiro de 2013


Iniciamos os trabalhos parlamentares de 2013 em São Paulo com a certeza de que teremos importantes desafios pela frente. Temas polêmicos, compromissos selados e vontade de construir um novo tempo para a nossa cidade serão as marcas da Bancada do PT e, certamente, da base aliada de nosso governo.

A população de São Paulo, que foi às urnas em 2012 e optou por uma mudança no jeito de pensar, administrar e viver nessa cidade, deixou evidente que esse desejo de mudança também deve estar expresso em nosso modo de atuação parlamentar. A opção pelo novo, caracterizada pela eleição do prefeito Fernando Haddad, teve sua expressão mais evidente com a renovação de aproximadamente 40% dos vereadores.

A bancada de vereadores do PT, que tem como marcas combatividade, ousadia e compromisso com as lutas populares, já demonstrou que está sintonizada com as pautas prioritárias da cidade e que teremos um ano que certamente deixará um legado do qual poderemos nos orgulhar ao realizar um balanço dos trabalhos deste período.

Alguns temas exigirão de nós maior atenção. Sem dúvida alguma a primeira questão a qual devemos nos debruçar é a reforma administrativa, para que a criação e estruturação das novas Secretarias (Igualdade Racial e Mulheres), além da reestruturação de pastas já existentes (Direitos Humanos, por exemplo), possam oferecer as condições para uma administração com a cara dessa nova gestão que se inicia.

O fim da taxa de inspeção veicular, tema que ganhou forte apelo na campanha de 2012, é outra prioridade. O contrato com a Controlar e a cobrança de uma taxa que já se provou abusiva pelo Ministério Público, além da sinalização do prefeito Fernando Haddad sobre seu desejo de que as mudanças ocorram ainda esse ano dão prova disso. Há sensibilidade sobre o tema na Casa, inclusive na oposição, e esperamos que seja possível avançar nesta questão.

A reforma urbana e a revisão do Plano Diretor, apesar de ser um tema mais denso e que envolve muitos interesses, também está na linha de frente dos trabalhos para 2013, especialmente porque disso depende parcela significativa dos projetos constantes no Arco do Futuro. Isso inclui a construção das 55 mil moradias, das escolas de educação infantil, a implantação dos três novos hospitais e as principais obras de infraestrutura.

Sobre esta última questão, saliento, é preciso resgatar o que há de acúmulo produzido e abrir um amplo processo de debate com os diversos setores e segmentos sociais para construir um documento que dialogue e represente os anseios populares. Criar um novo tempo também passa por horizontalizar os processos de discussão sobre os temas da cidade. É ressignificar a condição de cidadão e incluir o elemento participação como pilar fundamental da democracia em nossa cidade.

Por fim, quero resgatar o histórico transformador do PT na cidade de São Paulo, que nas gestões das companheiras Luiza Erundina e Marta Suplicy estabeleceu novos paradigmas de gestão pública, com legislações, programas sociais, obras, parcerias e demais ações que servem de referência em todo o País. É resgatar esta história para dizer que sim, faremos a diferença e obrigado pela confiança.

*Alfredo Alves Cavalcante, o vereador Alfredinho, é Líder da Bancada do PT na Câmara de Vereadores de São Paulo

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais