Mercadante pede a militância: Vamos falar do futuro e colocar São Paulo em sintonia com o Brasil.

Compartilhar

Foi uma grande festa o 17º Encontro Estadual do PT que terminou ontem na Quadra dos Bancários em São Paulo com a aclamação de Marta Suplicy para o Senado e Aloizio Mercadante para o Governo de São Paulo.

Com mais de quatro mil pessoas que lotaram a quadra dos bancários, entre delegados, parlamentares, prefeitos, autoridades, movimentos sociais, lideranças de todo o estado e representantes dos sete partidos que comporão a aliança para vitória de Marta ao senado e Mercadante para o Governo de São Paulo e Dilma Presidente.

É importante destacar que no Estado de São Paulo são quase três décadas de estagnação, governadas por aqueles que agora se apresentam como o partido que pode fazer mais pelo Brasil.

E concordo quando Dilma diz: “Esse governo não preparou São Paulo para o futuro.” “Melhorar é melhorar a vida de cada uma das pessoas. Não melhorar a vida e a renda de uns poucos.”

Quando Mercadante diz: “Eu hoje não vim aqui pra falar mal do passado nem de ninguém. Eu venho pra anunciar o futuro e a mudança, a esperança que nós vamos construir nesse estado de São Paulo. Eu venho pra falar que grandes mudanças se aproximam do Brasil”.

Esse deve ser o tom da nossa intervenção, colocar São Paulo no futuro, em sintonia com as condições, que os oito anos de Governo Lula puseram o Brasil num patamar só antes visto nos anos de ouro, do período pós Getúlio e Juscelino.

“Sintonia com o Brasil e esperança no futuro” esta deve ser nossa mensagem, sei que é difícil para nós deixar de postar nos Blogs e sites, questões, sobre os Institutos de pesquisa, a intervenção nos movimentos sociais, replicar as declarações desta oligarquia que valoriza o individualismo e a desigualdade da nossa nação.

Mas ouvindo tanto a Dilma como Mercadante, percebo que não devemos mais ser pautados pela mídia, pelo ódio, pela disputa baixa, porque nós temos projeto e nós mostramos que sabemos governar e que, portanto São Paulo merece um governo em sintonia com este Brasil que ajudamos a construir.

Quando apontarmos o que queremos para educação, transporte, moradia, saneamento, industrialização, tecnologia, transferência de renda, trabalho digno, traremos a discussão para nosso campo e é exatamente isto que eles não querem, contra fatos não há argumentos, três décadas de atraso, estagnação neste Estado são fatos, uma criança na 3ª série não saber ler, professores tratados a cassetetes, levar duas horas e meia por dia para se deslocar para seu trabalho e para casa, ter mais pedágios do que creches, são mais do que fatos, é o atestado de incompetência do PSDB para governar o maior Estado da Federação.

Esta sintonia significa: eu quero para São Paulo, o que já é uma realidade no Brasil, um passaporte para o futuro é criar as condições para uma futura geração.

Conduzir Dilma para presidência e Mercadante para o Governo de São Paulo carimbam este passaporte para uma nação onde “melhorar é melhorar a vida de cada uma das pessoas e não melhorar a vida e a renda de uns poucos”.

Brasil adiante com Dilma e Mercadante!

 

João Bravin - é Assessor da Secretaria Nacional de Organização da CUT e foi Membro da Direção Municipal do PTSP 2007/09.

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais