Por Marcia Rosa: Da traição, não se volta

Compartilhar

 

 

A saída de Marta Suplicy do Partido dos Trabalhadores, confesso, foi algo totalmente inesperado para mim.

Também pegou de surpresa milhares de militantes, de várias gerações, que tinham Marta como um exemplo de luta e dignidade dentro da política de São Paulo e do Brasil.

Também por causa disso, são extremamente decepcionantes as entrevistas concedidas pela senadora, agora no PMDB, nas quais ela expõe conversas pessoais que alega ter mantido com o ex-presidente Lula.

Além de muito triste, é absolutamente antiética essa atitude de Marta.

Também conversei com Lula, muitas vezes, durante o período eleitoral de 2014, quando ele sempre repetia, para quem quisesse ouvir: temos que reeleger a nossa companheira Dilma!

Lula sabe a força que tem, dentro e fora do PT.

Coerente com seu caráter e com sua história, nunca cogitou se candidatar, em 2014, apesar de pedidos nesse sentido em muitos setores da vida política brasileira.

Quando insinua dúvida sobre isso, Marta Suplicy pensa diminuir Lula, mas só diminui a si mesmo, num ato de vilania que irá manchar, inexoravelmente, uma biografia que serviu de exemplo para tantas mulheres do País.

Lula rechaçou a possibilidade de se candidatar em 2014 até quando amigos próximos a levantavam. Não achava digno sequer discuti-la, mesmo de forma reservada.

Por isso, é difícil dizer ser as conversas entre ele e Marta existiram. Cabe a ela o ônus da prova.

Mas isso não importa mais. Marta Suplicy é passado, recém empossada como cristã-nova do antipetismo, mais realista do que os reis do atraso e do conservadorismo aos quais decidiu, vergonhosamente, se submeter.

Eu, de minha parte, digo a Marta:

Vou ficar no PT, não fujo à luta, companheira.

Marcia Rosa, prefeita de Cubatão pelo PT

‪#‎RosaDeCubatão‬

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais