Na reta final dos encontros partidários e convenções, o PT dá a largada para as eleições municipais, mobilizado, ao mesmo tempo, para reverter, nas ruas e no Senado, o golpe contra a Constituição e o mandato popular da presidenta Dilma Rousseff.

Os vaticínios de que nosso partido será varrido do mapa em outubro têm o mesmo valor que certas pesquisas, interessadas e manipuladas, destinadas a influir na população contra seus próprios interesses.

Com candidaturas representativas, programas inovadores e soluções para os problemas das cidades, o PT e nossos aliados têm ainda uma dupla vantagem em relação aos adversários do campo golpista: um legado de realizações e conquistas – que o governo usurpador se empenha em destruir – e uma militância aguerrida, acostumada a fazer campanha com argumentos, dedicação e poucos recursos financeiros.

Falem o que quiserem contra nós, nossa campanha enfrentará os golpistas, de cabeça erguida, e convidará a população a participar, da construção do programa até as decisões do governo local.

Liderado pelo Lula, com nossos dirigentes e parlamentares, o PT fará, novamente, uma campanha memorável e vitoriosa.

Rui Falcão é presidente nacional do PT