Por Rui Falcão: Como na ditadura, golpistas tentam cassar o PT

Compartilhar

 

 

Em artigo semanal na Agência PT de Notícias, o presidente do partido repudia ofensiva contra Lula e comenta iniciativa de Gilmar Mendes, que visa cassar a legenda

 


A ofensiva contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT transformou-se numa escalada de factóides jurídico-políticos, em simbiose com a mídia monopolizada, que os ecoa e amplifica.

Em meio ao golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, cujo processo manipulado chega amanhã à fase da pronúncia, procuradores federais, ao longo de setenta páginas recheadas de ilações e impropérios contra Lula, refutam a bem fundamentada peça que invoca a suspeição e parcialidade do juiz Sérgio Moro.

E, ao fazê-lo, voltam o foco para o ex-presidente, acusando-o, sem qualquer prova e já prejulgando-o, de comandar um esquema de corrupção e pagamento de propina.

Trata-se, como já se viu, de mais uma represália (a anterior foi a transformação de Lula em réu por um juiz de má-fama) ao fato dos advogados de Lula terem recorrido ao Conselho de Direitos Humanos da ONU contra os abusos de setores do Judiciário e do Ministério Público.

Além disso, consta que o ministro do STF, Gilmar Mendes, que ora preside o Tribunal Superior Eleitoral, determinou a abertura de processo para investigar as contas do PT para que, no final, pudesse levar à cassação do registro do partido que, assim, ficaria impedido de concorrer – com Lula ou sem Lula – nas próximas eleições.

É bom lembrar que, há alguns meses, o então líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio, ingressara com pedido semelhante, invocando ilegalidade de doações as quais, por sinal, foram feitas igualmente ao seu partido, ao PMDB, ao DEM, ao PP e a outras agremiações.

Em repúdio a esta nova investida, a Bancada do PT na Câmara, liderada pelo deputado Afonso Florence, relembra que a última cassação de um partido político ocorreu durante a ditadura civil-militar de 1964. Florence afirma que Gilmar Mendes, com sua pretendida intenção “tira de vez a toga e assume o papel de militante da direita brasileira”.

Rui Falcão é presidente nacional do PT

Últimos artigos

Por Rui Falcão: Uma semana decisiva que culmina dia 28
segunda, 24 abril 2017, 18:14
    O PT apoia e participa da greve geral nesta sexta-feira, e sua Executiva Nacional estará em Curitiba dia 2 de maio, em homenagem à festa da democracia do dia 3   Paulo Pinto/Agência PT Ato preparatório para a greve geral do... Leia Mais
Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula
terça, 18 abril 2017, 15:08
  Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições   A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a... Leia Mais
Simão Pedro Chiovetti: A gestão Doria – vender SP
quarta, 12 abril 2017, 16:37
  Doria em menos de 100 dias demonstrou que não tem apego algum por SP e muito menos pelos paulistanos da periferia e classe média   Próximo de completar apenas 100 dias à frente da Prefeitura de SP, já é possível perceber que as... Leia Mais
Por Vitor Marques: 100 dias de governo João Doria: a São Paulo virtual e a São Paulo real
quarta, 12 abril 2017, 15:06
  Empossados os novos governos, via de regra, é esperado que a população tenha uma receptividade e uma tolerância maior com aqueles que estão iniciando a nova gestão. Este período é conhecido no vocabulário político como “lua... Leia Mais
Por Emídio de Souza: Algo está errado
terça, 11 abril 2017, 21:35
  Algo está errado. Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 250 mil atendem ao chamado e, sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4... Leia Mais