Após aumento de velocidade de Doria, acidentes aumentam 51%

Compartilhar

 

Prefeito tucano elevou velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros; atropelamentos aumentaram em 300%

 

Foto: Cesar Ogata/ Secom

Prefeito João Dória em coletiva sobre mudanças nas marginais

conseguiu bater um novo recorde: no mês de março, foram registrados 143 acidentes com vítimas nas marginais Tietê e Pinheiros, as duas principais vias expressas que cortam a cidade. O número é o maior desde o início da série histórica da estatística da Polícia Militar.

Segundo dados publicados pelo jornal “Folha de S. Paulo”, o número de acidentes nas marginais cresceu em 51% desde que João Doria (PSDB) aumentou a velocidade nas vias. Um destaque foram os atropelamentos, que cresceram em 300%.

No aniversário da cidade, Doria elevou a velocidade das pistas local, central e expressa de 50 km/h, 60 km/h e 70 km/h, respectivamente, para 60 km/h, 70 km/h e 90 km/h.

A redução da velocidade foi um ato da gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT), o que possibilitou a diminuição no número de acidentes e a melhoria do fluxo nas pistas. Com o novo aumento de Doria, o que aconteceu foi o oposto.

Além dos atropelamentos, acidentes com caminhões cresceram 108%, com motos, 60% e, com carros, 10%. Foram cinco acidentes com vítimas fatais.

O Detran divulgou que estatística da OMS (Organização Mundial da Saúde) de que um aumento de 5% da velocidade média amplia em 10% os acidentes com lesões e de 20% a 30% as colisões fatais.

Segundo a organização, o risco de um pedestre adulto morrer se atingido por um carro a menos de 50 km/h é de 20%. A chance de letalidade sobe para 60% se a pessoa for atropelada a 80 Km/h.

Mesmo com todas as evidências, Doria negou a correlação entre o aumento da velocidade e os acidentes. Para ele, a culpa é da “imprudência dos motociclistas”.

Fonte: Agência PT de Notícias

 

Últimos artigos

Maurílio Araújo: Ainda podemos derrotar a reforma trabalhista!
quinta, 20 julho 2017, 20:51
    A lei no. 13.467/17, vulgo "reforma trabalhista", aprovada por um congresso composto em sua expressiva maioria por representantes patronais corruptos e sancionada por aquele que talvez seja o maior bandido golpista que já sentou ... Leia Mais
Por Antônio Donato e Paulo Fiorilo: Pacote de concessões é cheque em branco
quinta, 20 julho 2017, 20:48
  É chocante a superficialidade do artigo do secretário de Desestatização da Prefeitura de São Paulo. Wilson Poit, publicado na Folha em 5/7. Sem argumentos convincentes, o texto é pródigo em autoelogios, cheio de generalidades e... Leia Mais
Por João Bravin: Por que não formar uma Rede de Transmissão Democrática de Comunicação?
quinta, 06 julho 2017, 18:39
  Uma rede de esquerda, ampla, para contrapor à comunicação monopolizada da Rede Golpista de rádios, TVs e web. Resolvi escrever sobre um tema que é muito caro para a esquerda como um todo: a falta de comunicação com uma grande... Leia Mais
Por Nabil Bonduki: Será uma irresponsabilidade aprovar as privatizações de Doria no escuro
terça, 04 julho 2017, 19:45
  Você assinaria uma procuração para um gestor, por melhor que fosse, para vender, alugar ou conceder o patrimônio que você acumulou ao longo da vida, sem estabelecer condições, preço e destinação da receita obtida?Pois é isso... Leia Mais
Por Juliana Borges: SP, Um gestor que quer vender tudo vai gerir o que?
segunda, 03 julho 2017, 16:29
  Já na campanha eleitoral, João Dória Jr. demonstrava suas intenções de fazer da cidade de São Paulo um grande negócio. Ainda em Julho de 2016, em entrevista, o atual Prefeito defendia “uma onda de privatização de bens... Leia Mais