Por Rui Falcão: A necessidade de derrubar Temer e eleger Lula

Compartilhar

 

Nosso caminho é aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e lutar pela antecipação das eleições

 

A impopularidade e o descrédito crescentes de Temer & seus asseclas; a deterioração da economia, agravando as condições de vida da população; as ameaças contra as aposentadorias e os direitos trabalhistas; os efeitos maléficos da Operação Lava Jato, agora atingindo também aqueles que festejavam as delações produzidas para criminalizar o PT – tudo isso aprofunda a grave crise econômica, política e institucional em que as classes dominantes precipitaram o País.

A deposição da presidenta Dilma, comandada pelo grande capital, pela alta burocracia do Estado, pela direita conservadora presente no Congresso e com o apoio da mídia monopolizada,  foi apenas o primeiro passo. Era necessário derrubar o governo para ampliar a exploração sobre os trabalhadores e realinhar o país com os interesses dos grandes grupos internacionais.

Para dar continuidade a esse projeto – e surgem divergências no bloco de poder a respeito do ritmo e das formas de efetivá-lo – é preciso reprimir os movimentos sociais e sindicais, tentar inviabilizar o PT e impedir a candidatura do Lula, cuja ascensão nas pesquisas, sobretudo nesta última da CUT/Vox Populi, é vertiginosa.

Diante dessa situação, em que os usurpadores buscam soluções fora do campo democrático, nosso caminho deve ser o de aumentar as mobilizações, repelir o canto de sereia dos acordos por cima, defender os direitos e a democracia ameaçados e lutar pela antecipação das eleições. Cada vez fica mais clara a necessidade de derrubar Temer, eleger Lula com um programa econômico de emergência e abrir um processo constituinte livre, democrático e soberano.

Rui Falcão é presidente nacional do PT

Últimos artigos

Maurílio Araújo: Ainda podemos derrotar a reforma trabalhista!
quinta, 20 julho 2017, 20:51
    A lei no. 13.467/17, vulgo "reforma trabalhista", aprovada por um congresso composto em sua expressiva maioria por representantes patronais corruptos e sancionada por aquele que talvez seja o maior bandido golpista que já sentou ... Leia Mais
Por Antônio Donato e Paulo Fiorilo: Pacote de concessões é cheque em branco
quinta, 20 julho 2017, 20:48
  É chocante a superficialidade do artigo do secretário de Desestatização da Prefeitura de São Paulo. Wilson Poit, publicado na Folha em 5/7. Sem argumentos convincentes, o texto é pródigo em autoelogios, cheio de generalidades e... Leia Mais
Por João Bravin: Por que não formar uma Rede de Transmissão Democrática de Comunicação?
quinta, 06 julho 2017, 18:39
  Uma rede de esquerda, ampla, para contrapor à comunicação monopolizada da Rede Golpista de rádios, TVs e web. Resolvi escrever sobre um tema que é muito caro para a esquerda como um todo: a falta de comunicação com uma grande... Leia Mais
Por Nabil Bonduki: Será uma irresponsabilidade aprovar as privatizações de Doria no escuro
terça, 04 julho 2017, 19:45
  Você assinaria uma procuração para um gestor, por melhor que fosse, para vender, alugar ou conceder o patrimônio que você acumulou ao longo da vida, sem estabelecer condições, preço e destinação da receita obtida?Pois é isso... Leia Mais
Por Juliana Borges: SP, Um gestor que quer vender tudo vai gerir o que?
segunda, 03 julho 2017, 16:29
  Já na campanha eleitoral, João Dória Jr. demonstrava suas intenções de fazer da cidade de São Paulo um grande negócio. Ainda em Julho de 2016, em entrevista, o atual Prefeito defendia “uma onda de privatização de bens... Leia Mais